Teria o pecado entrado no mundo antes de se comer o fruto proibido?

A árvore do conhecimento do bem e do mal foi realmente responsável pela entrada do pecado no mundo?

Foi realmente por causa do fruto proibido que Adão e Eva caíram em pecado, o que você acha? O pecado estava realmente inserido no fruto?.a história de adão e eva, o fruto probi e a entrada do pecado no mundo

Nota: Este estudo não tem como objetivo fazer afirmações com relação ao momento em que o pecado entrou no mundo, mas sim levar-nos à reflexão das etapas do pecado na mente e no coração do ser humano.

Já parou pra pensar naquela ocasião em que você costuma fazer algo rotineiramente, considera aquilo como a coisa mais comum e não vê nada de errado nisso?

Mas de repente vem alguém com um ponto de vista diferente e te mostra outro lado daquilo que você ainda não tinha visto.

Então você começa a enxergar que o que fazia era mal, mas não percebia. E se você voltar a fazer aquilo terá  a consciência pesada. Já aconteceu isso contigo?

Você já deu ouvidos a alguém a respeito de algo e por isso mudou de opinião? Foi certa a decisão e a atitude que tomou?

Comigo já aconteceu algo, vou dar um exemplo para você compreender melhor e depois entraremos na questão do fruto proibido, veja que interessante.

O erro comum que parece certo

Enquanto trabalhando como técnico de informática eu formatava computadores instalando o Windows e usava ativadores baixados da internet para ativar o sistema operacional.

Eu também baixava diversos programas pagos da internet e utilizava meios não oficiais/autorizados para realizar a ativação destes programas.

Baixava seriais da internet, keygens, chaves de instalação etc., criados por programadores/hackers para conseguir licenciar o software sem a necessidade de comprar tal licença, o que seria o certo.

Esse tipo de uso dos softwares era comum para mim até então, assim como ainda é para muitas pessoas que trabalham com informática ou fazem uso de softwares profissionais, mas não querem comprar a licença do produto.

A partir do momento em que eu comecei a desenvolver meus próprios trabalhos na internet comecei a pensar:

“eu dependo destes trabalhos para conseguir minha renda.

Digamos que eu fosse desenvolvedor de um programa, libero uma versão de avaliação do mesmo gratuitamente para as pessoas o testarem e se gostarem do programa pagarem pela licença,

e assim eu conseguiria renda para pagar meu trabalho.

Mas e se um programador/hacker desenvolvesse uma chave de ativação do meu software sem o meu consentimento e saísse distribuindo ela através de downloads gratuitos na internet para todos?

Eu seria muito prejudicado e todo meu trabalho de desenvolver o software iria por água abaixo.

Teria o meu lucro extremamente reduzido.”

Quando me pus a pensar por este ponto de vista, percebi que eu estava fazendo algo errado, e por isso parei de fazê-lo e comecei a buscar alternativas de softwares gratuitos, caso eu não pudesse pagar pela licença de algum que eu precisasse.

Da mesma forma me pus a pensar com relação à entrada do pecado no mundo.

Pois no princípio o ser humano não tinha pecado dentro de si, ao ponto de homem e mulher andarem nus no jardim do Éden e não envergonharem-se por isso.

Portanto eu pensei: 

“se eles não tinham imaginação para o pecado, ou seja, eram inocentes com relação à malignidade, como entrou em seu coração a cobiça de ser igual a Deus, visto que eles ainda não tinham comido do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal?”

Por isso concluí que o pecado pode ter entrado no ser humano antes mesmo de ele ter comido do fruto proibido através da cobiça e do que você vai ler mais abaixo.o fruto proibido e o pecado no éden

Eva deu ouvidos à voz de satanás que falara por meio de uma serpente; logo, por ter dado ouvidos às palavras do diabo, cobiçou algo que não lhe era permitido, só então depois disto ele foi e comeu do fruto proibido.

Ora, no coração de Eva entraram os três pecados descritos por João em sua primeira carta:

1João 2:16 – Para Eva a fruta parecia agradável ao paladar [cobiça da carne], ela parecia atraente aos olhos [cobiça dos olhos], ela era desejável para dela se obter discernimento [ostentação dos bens – como se Eva desejasse comer do fruto proibido querendo se engrandecer e com isso, quem sabe, se exibir].

Podemos comparar a tentação do fruto proibido com a que Cristo passou no deserto em Mateus 4

Da mesma forma que Eva foi tentada Cristo também foi, mas este, por sua vez, não permitiu que o pecado entrasse em seu coração.

Isto é, quando satanás falou com Cristo, este rebatia a todas as suas “propostas”, e assim o Senhor não lhe deu ouvidos e, portanto, não caiu em pecado.

Todavia, quando satanás falou com Eva, esta lhe deu ouvidos, observou sua proposta, foi tentada e assim caiu.

Cristo tomou a decisão de não dar ouvidos às propostas de satanás, decidiu obedecer as palavras de Deus replicando a satanás usando as Escrituras.

Eva, pelo contrário, deu ouvidos à voz de satanás, e não lembrou-se do mandamento que recebera do SENHOR: “mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, Deus disse: Não comereis dele, nem o tocareis, para que não morrais.” (Gênesis 3:3 KJF)

Concluo com isto que o pecado começa na mente, vai para o coração, seduzindo o ser humano, que por sua vez o consome por meio de algum ato.

“‘Cada um, porém, é tentado pelo próprio mau desejo, sendo por este arrastado e seduzido.

Então esse desejo, tendo concebido, dá à luz o pecado, e o pecado, após ser consumado, gera a morte. ‘ (Tiago 1:14 NVI)

A questão não era a árvore, mas sim o coração!

A árvore do conhecimento do bem e do mal parecia ser um meio pelo qual o ser humano consumiu um pecado que havia entrado no seu coração (a cobiça de ser igual a Deus e elevar-se).

Eva poderia ter renunciado comer o fruto da árvore depois de ter ouvido as palavras da serpente, pois o pecado estava batendo à porta do coração de Eva, ela então deveria detectar isso, lembrar-se das palavras de Deus e expulsar com autoridade o pecado que estava ali espreitando-a.

Da mesma forma aconteceu com Caim em relação ao seu irmão, Abel.

Em Gênesis 5 Deus adverte a Caim que o pecado da ira contra seu irmão estava batendo na porta de seu coração, mas Caim deveria domina-lo e não consumi-lo.

Se você fizer o bem, não será aceito?

Mas, se não o fizer, saiba que o pecado o ameaça à porta; ele deseja conquistá-lo, mas você deve dominá-lo”. (Gênesis 4:7 NVI)

Caim, por sua vez, deveria ter se lembrado das palavras de Deus e obedecido, para que não consumisse com um ato o pecado que estava batendo na porta de seu coração.

Como ao homem foi impossível dominar o pecado, vejo através disto que Deus está revelando a ele que sem seu Criador o ser humano não pode libertar-se do tal.

Não é possível vencer o pecado do nosso corpo sem buscar no Criador a fonte para isto.

reconhecer Jesus como Senhor e Salvador

Jesus Cristo não pecou em nenhum momento, mas sobre si levou os pecados da humanidade (Isaías 53:6).

Portanto, para que tenhamos poder de vencer o pecado, devemos nós confiar nossas vidas à Ele, tendo com Ele comunhão e não só isso, mas permanecendo nela, assim como Eva deveria ter permanecido em comunhão com Deus e ter evitado o pecado.

Como, portanto, recebestes o Senhor Jesus Cristo, assim andai nele, arraigados e edificados nele e confirmados na fé  (Colossenses 2:6-7a KJF)

As pessoas dizem que o ser humano nasceu com livre arbítrio e por isso poderiam seguir o caminho que escolhessem; mas será que eles tinham mesmo este livre arbítrio, visto que Deus disse para eles não comerem do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal?

Se tivessem esse direito acredito eu que Deus teria lhes dito: “vocês podem até comer do fruto proibido, mas se dele comerem morrerão.”

Mas em vez disso Deus disse: “vocês não devem comer do fruto proibido!” 

21Se lhes fosse permitido por escolha, não seria uma desobediência comer do fruto proibido, já que Adão e Eva teriam a liberdade ou o livre arbítrio para comer dele caso quisessem.

Por isso entendo que o pecado poderia ter entrado no ser humano antes mesmo de ele comer o fruto, pois em seu coração deu ouvidos à voz de satanás, deixou-se ser seduzido pela sua cobiça e assim optou pela desobediência.

Não foi comer do fruto proibido que fez o ser humano desobedecer a Deus, mas sim dar ouvidos à voz da serpente e permitir que o pecado entrasse em seu coração enquanto ainda lhe batia à porta, tomando controle sobre seus atos.

É certo que a Bíblia diz que depois de comer do fruto que os olhos de Adão e Eva se abriram e reconheceram que estavam nus, e se envergonharam;

Todavia, antes mesmo de comer o fruto proibido, a decisão de comê-lo, a cobiça pelo fruto, mesmo sabendo que não era o certo a se fazer, já havia entrado no coração, e o desejo proibido de tornar-se um ser sábio e poderoso como Deus já havia dominado o coração de Eva.

O ser humano não foi capaz de vencer o pecado, mesmo estando num estado em que ele não o conhecia, por isso julgo que somente por meio de Cristo podemos alcançar tal vitória.

Mesmo assim o pecado só será aniquilado totalmente na consumação dos séculos (Romanos 8:22,23).

Mesmo tendo recebido ao Senhor Jesus o pecado ainda vem à nossa mente, e assim como aconteceu com Eva e com Caim, este ainda bate na porta do coração.

Todavia, por meio da fé em Cristo e da nova vida com Ele, não escolhemos mais consumi-lo; embora as tentações só terão fim na consumação dos séculos, quando Deus fizer novas todas as coisas.

Estou crucificado com Cristo, não obstante, eu vivo, porém, não eu, mas Cristo vive em mim.

E a vida que agora vivo na carne, vivo- a pela fé no Filho de Deus, que me amou, e entregou-se a si mesmo por mim. (Gálatas 2:20 KJF)

Você também tem uma palavra sobre o trabalho do pecado no coração do ser humano? Edifique a vida de outros leitores compartilhando conosco nos comentários no fim da página.

O pecado nos rodeia muito de perto, e muitos estão até enlaçados nele, por isso precisamos aprender como resisti-los e libertar-nos

Há vícios situações que são realmente difíceis de se libertar. Exemplo disso é a pornografia, um dos principais males de nosso século

Mas felizmente servos de Deus, além disso profissionais, dedicaram-se para desenvolver métodos para ajudar os que precisam. Clique na imagem abaixo para começar a saber como vencer este pecado.

metodo 15p como vencer a pornografia em 40 dias

Outros materiais cristãos (Clique para conhecer mais detalhes).

  • Manual das questões difíceis e polêmicas da Bíblia – Mais de 250 questões difíceis da Bíblia respondidades de forma simples e objetiva para você aprender e ensinar a Palavra com eficácia.
  • Memorização da Bíblia – Aprenda como memorizar milhares de versículos da Bíblia e assim pregar a Palavra, evangelizar, ensinar e resistir ao pecado no momento certo!
  • Curso avançado do livro de Gênesis – Conheça os mistérios mais intrigantes do livro que registra a história de como tudo começou. Ensine a Palavra como um obreiro que maneja bem a Palavra da verdade.
  • “Quero conhecer outros cursos cristãos e materiais”Clique aqui e veja todos as ferramentas de estudo para o ministério cristão.

Aprenda a desenvolver o hábito de estudar a Bíblia. Desfrute de uma verdadeira transformação em sua vida!

Gabriel Filgueiras

Meu objetivo é ajudar novos cristãos a amadurecerem no entendimento da Bíblia Sagrada, e os obreiros de Deus a capacitarem-se melhor para o ministério cristão. Sou casado com a Lidiane Filgueiras e somos membros da 3ª Igreja Batista de Rio das Ostras, RJ, pr. Jorge Cônsoli Lima e Débora. Sirvo ao Reino do Senhor Jesus como professor da Escola Bíblica Dominical desde Julho de 2008 e estou me dedicando a ajudar cristãos comprometidos através deste blog compartilhando estudos bíblicos, materiais e cursos cristãos para capacitação do ministério e edificação do corpo de Cristo.

Website: http://wp.me/P7fxRD-dd

Deixe seu comentário