Entenda como Jesus e Deus Pai (Jeová) são um só Deus

Jesus é Deus ou não? Ele é Deus ou Filho de Deus? Jesus e Deus Jeová são um só?Jesus e Deus Jeová são o mesmo Deus ou não?

Jesus e Deus Jeová são um só! Os profetas e apóstolos, como o próprio Cristo, afirmaram isso em muitos textos da Bíblia.

Mas mesmo assim muitas pessoas ainda tem dúvidas a respeito da divindade de Cristo.

Além disso certas ceitas religiosas pregam contra a divindade do Senhor Jesus e contra a doutrina da Trindade.

Mas isto não é de nos surpreender, pois o próprio Cristo em sua época já combatia os religiosos que duvidavam de sua divindade e unidade com Jeová (João 8:21-59; João 10:30-39).

O apóstolo João escreveu um evangelho inteiro (e uma carta) a fim de provar aos incrédulos, gentios novos convertidos, seitas e cegos religiosos a divindade de Cristo e sua unidade com Jeová.

Lembra das palavras que João usou logo no início de seu Evangelho?

Em princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus, e a Palavra era Deus.

E a Palavra se fez carne, e habitou entre nós… (João 1: 1, 14a KJF)

Lembre-se também das declarações de João sobre a pessoa de Jesus, Jeová e do Espírito Santo:

Porque três são os que dão testemunho no céu: o Pai, a Palavra, e o Espírito Santo; e estes três são um. (1 João 5:7 KJF)

Se mesmo assim algumas pessoas preferem acreditar mais em pensadores religiosos da atualidade (ou do passado) do que em um apóstolo que conviveu com o próprio Cristo, então já não há mais o que discutir com os tais.

O próprio Deus Jeová declara ser Jesus no Antigo Testamento

Jeová falou através do profeta Jeremias que faria um novo pacto com a humanidade e que não seria necessário as pessoas ensinarem sobre Ele, pois o conheceriam pessoalmente, desde o maior até o menor.

O escritor aos hebreus comprova que esta profecia se referia ao Senhor Jesus em Hebreus 8:8-13; portanto está claro que Jesus e Deus Jeová são um só, como o próprio Jeová declarou através do profeta; que mais desculpa inventar quanto a isso?

Eis que dias vêm, diz o Senhor, em que eu farei um novo pacto com a casa de Israel, e com a casa de Judá. […]

Porém este será o pacto que eu farei com a casa de Israel depois aqueles dias, diz o Senhor:

Eu colocarei minha lei no seu íntimo, e a escreverei nos seus corações, e serei o seu Deus, e eles serão meu povo.

E eles não ensinarão mais cada homem a seu próximo e cada homem a seu irmão, dizendo: Conhecei ao Senhor;

porque todos conhecerão a mim, desde o menor até o maior deles, diz o Senhor, pois eu perdoarei a sua iniquidade, e não me lembrarei mais do seu pecado. (Jeremias 31:31-34 KJF)

Note que os versículos acima são uma declaração do próprio Deus Jeová a Israel.

O próprio Deus defendido pelos grupos religiosos, que dizem que Jesus não é Jeová, declarou ser Ele mesmo o Cristo.

Então fica aqui a pergunta: Quando foi que Deus Jeová revelou-se em pessoa aos homens? Por acaso não foi na pessoa de Jesus Cristo?!

Então isto quer dizer que Jesus e Deus Jeová são o mesmo Deus!

Veja as palavras de JESUS CRISTO em Apocalipse, por exemplo:

Apocalipse 1

Eu estava no Espírito, no dia do Senhor, e ouvi por trás de mim uma grande voz, como a de uma trombeta, dizendo:

Eu sou o Alfa e o Ômega, o primeiro e o último; […]

E voltei-me para ver a voz que falava comigo. […]

E, quando o vi, caí como morto aos seus pés. E ele pôs sua mão direita sobre mim, dizendo: Não temas. Eu sou o primeiro e o último;

Eu sou o Alfa e o Ômega, o começo e o fim, diz o Senhor, que é, que era e que há de vir, o Todo-Poderoso.

eu sou aquele que vive, e que estava morto; e eis que eu estou vivo para sempre, amém; e tenho as chaves do inferno e da morte.

Apocalipse 21

E Deus enxugará todas as lágrimas de seus olhos…

E aquele que está assentado sobre o trono disse: Eis eu que faço novas todas as coisas.

E ele disse-me: Está feito. Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim.

Apocalipse 22

Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, o primeiro e o último…

Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para testificar-vos destas coisas nas igrejas.

Jeová falou através do profeta Malaquias sobre João Batista. Ele disse que João prepararia o caminho para si.

Eis que eu enviarei o meu mensageiro, e ele preparará o caminho diante de mim; e o Senhor, a quem vós buscais, virá de repente ao seu templo; (Malaquias 3:1a KJF)

Deus está falando a Malaquias como Jeová, e está falando a respeito de Jesus, e está falando “preparará o caminho diante de mim”.

Ora, todos sabemos que João Batista foi o precursor de Cristo, ele que anunciou a chegada do ministério do Senhor Jesus.

Se Jeová falou no texto acima que João Batista prepararia o caminho para si, e João preparou este caminho para Jesus, o que concluímos com isso?

E tu, ó menino, serás chamado profeta do Altíssimo; porque tu irás ante a face do Senhor, para preparar os seus caminhos, (Lucas 1:76 KJF)

Jeová falou através do profeta Isaías que não há outro Salvador além dele

“Eu sou Jeová, e além de mim não há salvador.” (Isaías 43:11 Tradução do Novo Mundo – TNM)

Os apóstolos concordam no Novo Testamento que Jesus é o Salvador.

ao passo que aguardamos a feliz esperança e a gloriosa manifestação do grande Deus e do nosso Salvador, Jesus Cristo, (Tito 2:13 TNM)

Obs.: tirei estes versículos da Tradução do Novo Mundo (dos Testemunhas de Jeová) para ver que nesta mesma Bíblia há concordância de que Jesus e Deus Jeová são um só, o Salvador!

Jesus e Deus Jeová são o mesmo Deus

Os próprios profetas e apóstolos têm afirmado isso em várias passagens da Bíblia, mas desde a antiguidade muitos tem contorcido o texto bíblico para defender sua própria seita religiosa.

Em Joel 2:32 vemos uma profecia de Joel atribuída a Jeová, mas esta mesma profecia é repetida por Pedro e atribuída a Jesus em Atos 2:21.

‘e acontecerá que todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. ‘ (Atos 2:21 ARC)

No Salmo 16:8 Davi diz que tem posto Jeová sempre diante de si para não ser abalado.

Mantenho Jeová diante de mim constantemente […] (TNM)

Em Atos 2:25 Pedro usa este mesmo texto para referir-se a Jesus Cristo.

Mas Deus o ressuscitou [Jesus], livrando-o das dores da morte, porque não era possível que ela o mantivesse preso. 

Pois Davi diz a respeito dele [Jesus]: ‘Mantenho Jeová constantemente diante de mim, (TNM)

Obs.: Colchetes colocados pelo autor.

Coloquei mais uma vez na Tradução do Novo Mundo para ver que há concordância de que Jesus Cristo é Jeová.

Lembre-se que em João 8 os homens que duvidaram da divindade de Jesus eram conhecedores da Lei de Moisés e dos profetas, descendentes de Abraão, religiosos, como muitos hoje; portanto, muito cuidado para não sermos enganados pelo que parece ser verdadeiro!

A religiosidade exagerada cega os homens da verdade e os faz entrar em muitas teorias que mais atrapalham do que ajudam.

Traze estas coisas à memória, ordenando-lhes diante do Senhor que não contendam sobre palavras, que para nada aproveitam senão para a perversão dos ouvintes. (2 Timóteo 2:14 KJF)

Mas se mesmo assim algumas pessoas acham mais fácil confiar nos religiosos estudiosos de hoje em dia do que nos próprios homens que conviveram com Cristo e comprovaram sua divindade, que acreditem então, eu porém acho mais conveniente acreditar nos apóstolos e no Mestre.

Jesus e Deus Jeová são um só Deus

Ventos de doutrinas que negam a divindade de Cristo

É importante que o cristão se comprometa em estudar a Bíblia para não ser enganado facilmente, confira:

O propósito é que não sejamos mais como crianças, levados de um lado para outro pelas ondas, nem jogados para cá e para lá por todo vento de doutrina e pela astúcia e esperteza de homens que induzem ao erro. (Efésios 4: 11, 12, 14)

Certas denominações religiosas afirmam que Jesus não é Deus e negam que exista uma Trindade (um único Deus que existe em três pessoas).

Também sustentam que a doutrina da Trindade é uma invenção do homem, criada aproximadamente no século IV, no concílio de Niceia, para satisfazer seus próprios ideais, e tentam provar tudo isso através da própria Bíblia Sagrada.

Mas, como vimos mais acima, em 1 João 5:7, o próprio apóstolo amado de Cristo já defendia a doutrina da Trindade.

Embora alguns acreditem que Jesus é o Filho de Deus e que não há salvação sem Ele, ainda assim afirmam que Ele não é Jeová, o que os faz cair em uma tremenda contradição, visto o paralelo que há entre Isaías 43:11 e Tito 2:13, que fiz mais acima.

Afirmam também que o Espírito Santo na verdade é uma “força ativa de Deus” e não uma pessoa da Trindade.

E o que me admira é inventarem versões da Bíblia modificadas que sustentam tais questões.

Abaixo você vai conferir mais a respeito da unidade de Jesus com Jeová.

Você pode conferir a divindade do Espírito Santo no estudo Versículos bíblicos que provam que o Espírito Santo é uma pessoa da Trindade.

Antes de prosseguir, que tal conhecer um de nossos cursos cristãos para estudar mais a Palavra e capacitar-se ainda mais para o ministério cristão?

cursos cristãos online

Jesus Cristo é Deus ou Filho de Deus?

Como eu disse mais acima, há quem afirme ser Jesus o Filho de Deus e Salvador da humanidade e que segue seu exemplo de vida, mas negam-no como sendo Ele o próprio Deus.

Há quem ouse alegar até mesmo que Jesus foi criado por Deus Jeová.

O grande problema nessa interpretação se dá quando são tiradas conclusões de versículos isolados da Bíblia, isto é, tirar conclusões de apenas um versículo sem examinar seu contexto.

O contexto bíblico é todo conteúdo que vem antes ou depois do versículo em questão.

Em certas passagens precisamos ler os versículos que vem antes e depois da mesma para compreender o contexto como um todo.

Entretanto, em muitas outras passagens precisamos estudar outros livros da Bíblia para entender todo o contexto de um ou de alguns versículos apenas.

E ainda pode haver a necessidade de se estudar o contexto histórico e cultural que não encontramos na Bíblia em alguns casos, a fim de entender melhor certas situações.

Sempre leia a Bíblia dessa forma, e nunca tirando conclusões de versículos separados; entendendo isto poderemos prosseguir com nosso estudo.

“Texto sem contexto é pretexto para heresias!”

Em João 14:28 Jesus afirma que o Pai (Deus) é maior do que Ele, a partir daí, e de outros textos, afirmam que a Bíblia não apoia a doutrina da Trindade.

Por que Jesus afirmou que Deus é maior do que Ele? Eles não são um só? Não são o mesmo Deus?

Para entendermos melhor isso basta examinarmos todo o contexto da vida do Senhor e seu ministério terreno.

Sabemos que Jesus é da mesma natureza divina que o Pai, por isso eles são um, conforme João 10: 30, 1 João 5:7 e Mateus 28:19. Isto é inegavelmente comprovado na Bíblia Sagrada.

porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade. (Colossenses 2:9 KJF)

Mas enquanto ser humano Jesus encontrava-se em posição inferior ao Pai, pois era um homem mortal (tanto que morreu); mas ao voltar para o Pai assumiria novamente sua posição completamente divina, assim com a do Pai.

Isto é comprovado em Filipenses 2:5-8, confira:

Que haja em vós a mesma mente que houve também em Cristo Jesus:

Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus.

Mas fez-se sem reputação, tomando sobre si a forma de um servo, fazendo-se semelhante aos homens.

E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até a morte, e morte de cruz.

Pelo que também Deus o exaltou soberanamente e lhe deu um nome que está acima de todo nome,

para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho das coisas nos céus, e coisas na terra, e coisas debaixo da terra,

e para que toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai.

Também em João 17 é confirmado que Jesus tem a mesma glória do Pai, o que seria improvável acontecer se Ele não fosse o próprio Deus, já que Jeová não divide de sua glória com nenhum outro (Isaías 48:11).

E agora, ó Pai, glorifica-me contigo mesmo, com aquela glória que eu tinha contigo antes que o mundo existisse.

E dei-lhes a glória que tu me deste, para que sejam um, como nós somos um; (João 17:5,22 KJF)

Por exemplo: Em Lucas 18:18-19 um certo rapaz chama Jesus de bom Mestre e Jesus em resposta à sua afirmação declara que não existe ninguém que seja bom, a não ser somente Deus.

Isto quer dizer que Jesus não é Deus e que nós fomos salvos por uma pessoa má? Definitivamente não!

Então por que Jesus fala de Deus como se Ele fosse outra pessoa?

Jesus foi o exemplo de servo e tinha que falar como tal, pois este era seu papel como Filho.

Mesmo sendo Ele Deus em um corpo humano, não apegou-se ao fato de ser Deus afim de viver como ser humano, como nós, para vencer o pecado em forma humana e nos dar a vitória sobre o pecado (Romanos 8:3).

Jesus, mesmo num corpo humano, não deixou de ser Deus, mas não apegou-se a isso afim de vencer o pecado como ser humano, e assim também nos dar o exemplo.

Exemplo este que você leu mais acima em Filipenses 2.

Veja Jesus agindo como servo nos textos abaixo também:

Se, então, seu Senhor e Mestre vos lavou os pés, vós deveis também lavar os pés uns dos outros.

Porque eu vos dei um exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também. (João 13:14,15 KJF)

Porque até mesmo o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e para dar a sua vida em resgate de muitos. (Marcos 10: 45 KJF)

Acredito eu que, por algumas vezes, Jesus não falava de si mesmo como sendo Deus por querer deixar a tarefa de perceber isso para seus discípulos e também seus adversários (foi o que aconteceu em João 8).

O Mestre queria que os mesmos chegassem a essa conclusão examinando sua vida, pois as próprias Escrituras dos profetas estavam confirmando tudo (João 5:39,40).

Todavia em muitas outras passagens Jesus revela-se abertamente sendo o próprio Deus como em João 10:31-36 em diante e João 8:58..

Cristo vai se sujeitar a Deus no final dos tempos, por isso Jesus não é Deus. Como Deus pode se sujeitar a si mesmo?

E, quando todas as coisas lhe estiverem sujeitas, então o mesmo Filho também se sujeitará àquele que todas as coisas lhe sujeitou, para que Deus possa ser tudo em todos. (1 Coríntios 15:28 KJF)

Ao examinar todo o contexto de 1 Coríntios 15 poderemos notar que o versículo 28 não trata de Cristo sujeitando-se a Deus como se fosse um ser inferior a Ele em natureza existencial, como se fosse uma criatura dele, por exemplo.

Cristo sujeita-se a Deus em hierarquia, pois todo o capítulo 15 de 1 Coríntios trata do ministério do Cordeiro de Deus.

Ora, quando concluir-se o ministério de Cristo de tirar o pecado do mundo, de sua vitória sobre a morte, da ressurreição dos mortos e seu julgamento, e do cumprimento de todas as profecias não haverá mais necessidade de que este mesmo ministério exista, por isso tudo Ele sujeitará ao Pai, pois a missão foi cumprida, está consumado.

Por exemplo, sabemos que o homem é o cabeça da mulher, Cristo a cabeça do homem e Deus o cabeça de Cristo, conforme 1 Coríntios 11:3.

Em outras palavras este versículo acima quer dizer: O fato de eu ser o cabeça de minha esposa eu não a coloco em uma posição humilhante, uma vez que somos igualmente de mesma natureza existencial [seres humanos].

Ora, somos uma só carne.

Portanto, estar sujeito não é uma condição inferior de natureza existencial, mas, hierarquia sequencial estabelecida, pois, eu preciso dela assim como ela precisa de mim, isso é uma relação de dependência de um para com outro.

Menor que o ser humano são os de origem animal e vegetal.

Da mesma forma o Filho, pelo Espírito, tem a mesma natureza do Pai (João 1:1; 4:24; 17:3), e estão unidos para uma mesma missão, como se um completasse ou dependesse do outro.

Pai, é chegada a hora; glorifica a teu Filho, para que também o teu Filho te glorifique; (João 17:1b)

Se Jeová é um Deus auto-suficiente (pois seu nome é Eu Sou), como Ele ficaria dependente de que um ser inferior a Ele lhe desse glória?

Tudo indica que Jesus e Deus Jeová são o mesmo, de mesma natureza.

Para entender bem este texto é importante lembrar que as três pessoas da Trindade cumprem papéis diferentes para a salvação da humanidade e para concluir toda a implantação do Reino de Deus, o que acontece nos versículos de 1 Coríntios 15 citados acima.

Mais a frente vou explicar mais sobre isto, continue lendo.

Se Jesus e Deus são a mesma pessoa, então por que ele afirma que Deus é o único Senhor?

Encontramos a afirmação de Cristo citada acima em Marcos 12: 28-29, confira:

Aproximou-se dele um dos escribas que os tinha ouvido disputar e, sabendo que lhes tinha respondido bem, perguntou-lhe:

Qual é o primeiro de todos os mandamentos?

E Jesus respondeu-lhe: O primeiro de todos os mandamentos é: Ouve, Israel, o Senhor, nosso Deus, é o único Senhor.

Jesus faz essa afirmação que você acabou de ler para responder à pergunta de um escriba que, na verdade, só fez a pergunta para ver se Jesus iria dizer alguma “blasfêmia”, afim de ter algum motivo para acusá-lo.

Veja também em Mateus 22: 35.

Após Jesus acabar de responder o escriba elogiou sua resposta reafirmando existir um só Deus.

Nesta ocasião Jesus não entrou em debate com ele, pois o Mestre sabia bem a hora certa de falar uma coisa e outra.. Veja a resposta do escriba:

E o escriba lhe disse: Muito bem, Mestre, e com verdade disseste que há um só Deus e que não há outro além dele; (Marcos 12: 32 ARC)

Nesta passagem que acabamos de ler tiro uma conclusão minha: Jesus afirma existir um só Deus, um só Senhor, porque simplesmente Ele e o Pai são um só, mas era necessário que seus contemporâneos, em boa parte conhecedores das Escrituras, chegassem a essa conclusão.

Jesus falou bem quando afirmou que Deus é o único Senhor, pois Ele e Deus são um só!

Comprove minha afirmação acima nesta passagem:

Estando os fariseus reunidos, Jesus lhes perguntou: “O que vocês pensam a respeito do Cristo? De quem ele é filho?”

“É filho de Davi”, responderam eles.

Ele lhes disse: “Então, como é que Davi, falando pelo Espírito, o chama ‘Senhor’? Pois ele afirma:

“ ‘O Senhor disse ao meu Senhor: Senta-te à minha direita, até que eu ponha os teus inimigos debaixo de teus pés’.

Se, pois, Davi o chama ‘Senhor’, como pode ser ele seu filho?”

Ninguém conseguia responder-lhe uma palavra; e daquele dia em diante, ninguém jamais se atreveu a lhe fazer perguntas. (Mateus 22:41-45)

Se você prestou bem atenção no texto acima Jesus afirmou ser o Senhor de Davi, antes mesmo de sua vinda à terra.

Mas se existe um só Deus e um só Senhor, o que você acha que isto quer dizer?

Se você chegou à conclusão de que Jesus e Deus Jeová são um só, parabéns, você entendeu o que Jesus disse.

Por acaso você já viu na Bíblia algum outro ser humano que já existia antes de ter nascido? Adão já existiu antes de ter nascido aqui na terra? Moisés? Elias? Definitivamente não! Pois nenhum deles é Deus!

Algo semelhante disse Jesus com relação a Abraão em João 8: 56-58, afirmando que antes que Abraão existisse (cerca de 1948 anos antes de Cristo) Ele já existia.

O mais interessante dessa passagem é a maneira como Jesus se expressa: “Eu lhes afirmo que, antes de Abraão nascer, Eu Sou”.

Não seria “Eu Sou” o mesmo Deus que se apresentou a Moisés no monte Horebe em Êxodo 3:14?

Por que Cristo não falou: “antes de Abraão nascer eu já existia?”

É simples, Jesus faz uma alusão ao nome com o qual Jeová se apresentou a Moisés em Horebe. e posteriormente aos israelitas.

Com tal afirmação Jesus declara ser o mesmo Eu Sou que se apresentou a Moisés, do contrário os judeus que o estavam ouvindo dizer isso não iriam querer apedrejá-lo conforme lemos em João 8:57-59, pois consideravam que Jesus estava blasfemando, dizendo-se ser Deus, o que Ele realmente é.

Examinando a situação acima, considero eu que se algum religioso não considera que Jesus seja Deus, o mesmo está encaixado no grupo de pessoas que tentou apedrejá-lo naquela ocasião, pois também eram religiosos, e descendentes de Abraão, e mesmo assim Jesus disse que estes eram filhos do diabo, que é o pai da mentira, e que tais religiosos só queriam satisfazer a vontade dele, embora não tivessem ciência disso.

Então como podem acreditar que Jesus é o Filho de Deus e Salvador e não crerem nele como sendo o próprio Deus? Há algo de errado nisso, você não acha?!

Como um pecador poderia oferecer-se em sacrifício a Deus para que nossos pecados fossem perdoados?

Obrigações do ministério levítico

Se no Antigo Testamento qualquer animal oferecido em oferta pelo pecado deveria estar em perfeito estado de saúde para que de fato fosse oferecido, por que seria diferente quando o Cordeiro de Deus, Jesus Cristo, ofereceu seu próprio corpo para remir os nossos pecados?

A Bíblia afirma que Jesus não tinha pecado algum e exatamente por isto Ele foi capaz de se entregar a Deus e levar o pecado da humanidade sobre si (Hebreus 4:15).

Mas a Bíblia também afirma que todos os homens pecaram (Romanos 3: 23), e se Jesus tivesse cometido algum pecado, logo Ele não poderia se oferecer em sacrifício pelos pecados da humanidade.

Portanto se Jesus era homem, mas mesmo assim não cometeu pecado algum, o que isto quer dizer?

Ora, se o sangue de bodes e touros e as cinzas de uma novilha espalhadas sobre os que estão cerimonialmente impuros os santificam, de forma que se tornam exteriormente puros, quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu de forma imaculada a Deus, purificará a nossa consciência de atos que levam à morte, para que sirvamos ao Deus vivo! (Hebreus 9:13-14)

Isto quer dizer que Jesus Cristo é 100% homem e 100% Deus!

Jesus, orando, afirma que o Pai é o Único Deus Verdadeiro.

oração ao único Deus verdadeiro

Mais um argumento usado para negar a divindade de Cristo.

Jesus faz a afirmação citada acima quando orava a Deus em João 17: 3.

Como eu disse anteriormente o Mestre em tudo dava-se como exemplo aos seus servos, não poderia ser diferente em sua oração.

Não podemos deixar de considerar que, no versículo em questão, haviam duas pessoas, o Pai e o Filho.

Considere que Jesus estava no corpo de homem orando a Deus.

No mesmo capítulo encontramos a informação de que Jesus e Deus são um só, Ele mesmo quem disse. (João 17:22).

Isto quer dizer que há um único Deus, mas que está em três pessoas fazendo um papel diferente em cada um deles realizando a obra de salvação ao homem e revelando-se a Ele.

 

 

Jesus foi chamado claramente de Deus no Antigo Testamento também

O profeta Isaías falando a respeito do nascimento de Cristo não só o chama de Deus poderoso (ou Deus forte) como também o chama de Pai da eternidade, confirmando o que já temos lido nesse estudo a respeito da divindade de Cristo e de sua existência antes mesmo dos homens de Deus ou qualquer outro ser humano terem nascido.

Como um ser humano qualquer pode existir antes de nascer? Como pode ser ele o próprio Pai da eternidade?

O próprio Jesus afirmou existir antes da fundação do mundo (João 17: 5). E se Ele é o Pai da eternidade isto significa que a eternidade veio dele!

O mesmo profeta Isaías falando mais a respeito do nascimento de Jesus, afirma que ele seria chamado Deus conosco (Emanuel) em Isaías 7: 14.

Ora, se Jesus é Deus conosco, não seria Ele o próprio Deus Jeová? Pois existe um só Deus!

Algumas pessoas só acreditarão que Jesus é Deus após a vinda dele e já será tarde demais!

portão do céu e a vinda de Jesus Cristo

Aqueles contemporâneos a Jesus que o negavam como sendo Deus só vieram a acreditar em sua divindade depois de Ele ter sido crucificado, morto e ressuscitado.

O próprio Jesus já sabia que muitos creriam nele apenas após a sua morte (João 8: 28).

E foi o que aconteceu, veja:

Quando o centurião que estava em frente de Jesus ouviu o seu brado e viu como ele morreu, disse: “Realmente este homem era o Filho de Deus!” (Marcos 15: 39)

“Portanto, que todo o Israel fique certo disto: Este Jesus, a quem vocês crucificaram, Deus o fez Senhor e Cristo”.

Quando ouviram isso, ficaram aflitos em seu coração e perguntaram a Pedro e aos outros apóstolos: “Irmãos, que faremos?”

Pedro respondeu: “Arrependam-se, e cada um de vocês seja batizado em nome de Jesus Cristo para perdão dos seus pecados, e receberão o dom do Espírito Santo. (Atos 2: 36-38)

Assim como aquelas pessoas creram que Jesus é Deus somente após sua morte, assim também muitos de nossa atualidade só o confessarão depois que Ele voltar, porém, diferente do que foi para muitos que ouviram a pregação de Pedro em Atos 2, será tarde demais para estes:

Eis que ele vem com as nuvens, e todo olho há de vê-lo, e também aqueles que o perfuraram; e todas as famílias da terra se lamentarão por causa dele.

Assim seja. Amém. (Apocalipse 1: 7 KJF)

Há quem afirme que Jesus foi criado, será isto verdade?

O texto de Colossenses 1: 15 pode nos confundir a princípio se não examinarmos o significado da palavra primogênito em tal contexto.

Primogênito significa primeiro gerado, ou primeiro filho, como Jesus foi de Maria (Lucas 2: 7).

Mas esta palavra também é usada para classificar uma pessoa que tem uma posição de destaque, ou que é querida por alguém.

Veja isso em Êxodo 4:22.

Então, dirás a Faraó: Assim diz o Senhor: Israel é meu filho, meu primogênito. (Almeida Revista e Corrigida)

Obviamente Israel não era o primogênito de Deus no sentido de ser seu primeiro filho gerado (Jesus sim foi gerado por Maria e pelo Espírito Santo – Mateus 1: 20), mas sim que Israel era querido e importante para Deus, por isso ele queria libertá-los.

Até mesmo porque Deus não escolheu a Israel (Jacó) primeiro, mas sim a Abraão.

Da mesma forma, no contexto de Colossenses 1: 15, Jesus é considerado o principal de toda a criação, logo, o que criou tudo.

Isso concorda com João 1:3, veja:

“Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez.”

Podemos ter melhor entendimento disso lendo os versículos 16 e 17 do mesmo Colossenses 1, que afirmam ser Jesus o Criador e mantenedor de tudo que existe.

Porque nele todas as coisas foram criadas, nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam elas tronos, ou dominações, ou principados, ou potestades;

todas as coisas foram criadas por ele e para ele.

E ele é antes de todas as coisas, e por ele todas as coisas subsistem.

Jesus declara-se Deus conversando com seus discípulos.

Mais duas provas de que Jesus é Deus está em João 14: 5-11.

Jesus declara-se ser Deus a seus discípulosAo ser questionado por Tomé sobre o caminho que os discípulos já conheciam, mas “não sabiam”, Jesus afirma ser Ele mesmo o Caminho, a Verdade e a Vida.

Porém o que chama mais a atenção neste versículo é a seguinte afirmação de Jesus no versículo 6: “ninguém vem ao Pai a não ser por mim”.

Pense comigo, o correto não seria dizer: “ninguém vai ao Pai a não ser por mim” ?

Jesus não falou nada de errado neste texto, pois com tal declaração, “ninguém vem ao Pai”, Jesus quer dizer que Ele mesmo é o Pai, pois quem vem, vem a Jesus, até ele, e quem vai, passa por Jesus, mas vai para outro lugar ou para outra pessoa que não seria o próprio Jesus.

Entende agora?

Como João deixou registrado em sua carta são 3 pessoas com papéis diferentes, mas os 3 são um Único Deus!

Prosseguindo nesta conversa Filipe faz um pedido à Jesus: “Senhor, mostra-nos o Pai, e isso nos basta”.

A resposta de Jesus deve ter pegado Filipe de surpresa, e não deixa mais dúvidas, veja:

Jesus respondeu: “Você não me conhece, Filipe, mesmo depois de eu ter estado com vocês durante tanto tempo?

Quem me vê, vê o Pai. Como você pode dizer: ‘Mostra-nos o Pai’?

Outros versículos da Bíblia que provam que Jesus é Deus

Há muitas outras passagens que dizem claramente que Jesus e Deus Jeová são um só como João 20:28, .Hebreus 1:8, 2 Pedro 1:1.

Mas por agora, para concluir este estudo, basta afirmar que quem não acreditar que Jesus é Deus está numa verdadeira enrascada, comprove:

Eu disse que vocês morrerão em seus pecados. Se vocês não crerem que Eu Sou, de fato morrerão em seus pecados”. (João 8: 24)

Lembre-se que o “Eu Sou” dito por Jesus na passagem acima faz uma referência ao Deus Pai que apresentou-se a Moisés no monte Horebe, como já vimos neste estudo (Êxodo 3:14).

A Trindade é algo quase que incompreensível, afinal estamos falando do Deus Altíssimo!

Não é de se maravilhar que a Trindade seja uma questão até polêmica e de difícil compreensão, afinal estamos falando do Senhor Deus, o Altíssimo, Todo Poderoso; obviamente nossa mente não pode alcançar tal grandeza.

Até mesmo os apóstolos não conseguiam explicar completamente o mistério da unidade de Deus em três pessoas.

E, sem controvérsia, grande é o mistério da piedade:

Deus foi manifesto na carne, justificado no Espírito, visto dos anjos, pregado aos gentios, crido no mundo e recebido acima, na glória. (1 Timóteo 3:16 KJF)

Está claramente provado que Jesus e Deus Jeová são um só, conforme vimos nas passagens bíblicas já citadas neste estudo, assim como o Espirito Santo é uma pessoa da Trindade como você pode ver neste estudo aqui.

Mas não podemos explicar totalmente como é possível acontecer essa unidade de um Deus em três pessoas, assim como sua onipresença e onisciência, com as quais Davi se deparou e disse:

Tal conhecimento é maravilhoso demais para mim; é tão alto que não posso alcançá- lo. (Salmo 139:6 KJF)

E com as declarações do apostolo Paulo a respeito do conhecimento de Deus:

Ó profundidade das riquezas, da sabedoria e do conhecimento de Deus!

Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis, os seus caminhos!

Pois, quem conheceu a mente do Senhor? Ou quem foi seu conselheiro?

Ou quem lhe deu primeiro, para que lhe seja recompensado?

Porque dele, e por ele, e para ele, são todas as coisas; a ele seja a glória para sempre! Amém. (Romanos 11:33-36 KJF)

Por isso investigamos até onde o Senhor nos permite, conforme nos foi orientado em Romanos 12:3, no restante que não alcançamos ficamos com Deuteronômio 29:29.

As coisas secretas pertencem ao Senhor nosso Deus;

mas as coisas que são reveladas pertencem a nós e aos nossos filhos para sempre, para que nós possamos cumprir todas as palavras desta lei.

Mas sabemos por meio da revelação de Apocalipse (como vimos no início deste estudo) que Jesus Cristo (Yeshua) é o Todo Poderoso, o Alfa e Ômega, Princípio e Fim, Primeiro e Último.

Não temos mais o que questionar!

Role a página um pouco mais para baixo e deixe seu comentário. A graça do Senhor Jesus Cristo seja com todos.

Aprenda a desenvolver o hábito de estudar a Bíblia. Desfrute de uma verdadeira transformação em sua vida!

Gabriel Filgueiras

Meu objetivo é ajudar novos cristãos a amadurecerem no entendimento da Bíblia Sagrada, e os obreiros de Deus a capacitarem-se melhor para o ministério cristão.
Sou casado com a Lidiane Filgueiras e somos membros da 3ª Igreja Batista de Rio das Ostras, RJ, pr. Jorge Cônsoli Lima e Débora.
Sirvo ao Reino do Senhor Jesus como professor da Escola Bíblica Dominical desde Julho de 2008 e estou me dedicando a ajudar cristãos comprometidos através deste blog compartilhando estudos bíblicos, materiais e cursos cristãos para capacitação do ministério e edificação do corpo de Cristo.

Website: http://wp.me/P7fxRD-dd

17 Comentários

  1. Olá Gabriel! Agradeço pelo esforço em tentar explicar, mas acredito que esse por exemplo é um assunto bem complexo e que só o Senhor pode colocar a certeza em nossos corações…

    Agora a pouco, antes de vir para cá eu estava lendo algumas passagens do livro de João e sabe quando você está lendo a Palavra, vem um “pensamento” ( ou a voz do Epírito ) e você tem tipo um “clique” e diz: “como eu não percebi isso antes?” – mesmo tendo lido a mesma passagem centenas de vezes antes ?

    Depois fui procurar outras passagens e uma delas, quando os guardas do templo e os soldados romanos foram procurar Jesus no jardim e Ele respondeu: (Sou Eu ) lit. EU SOU!

    Os guardas recuaram e caíram por terra…

    O Espírito ao usar os redatores da bíblia, dá várias “dicas” de quem Cristo é, sendo Ele a própria Palavra de Deus, embora tenha saído de Deus, Ele é o próprio Deus e por ser Sua Palavra, sempre fez parte de Deus…

    Como a Palavra de Deus pôde se tornar um ser humano ?

    Sim, como eu disse, tema complexo!

    Mas mesmo assim, “o Verbo tornou-se carne, e habitou entre nós, e vimos Sua Glória!” ( Joao 1:14 )…

    Não lembro onde li essa frase, mas: “Jesus foi a forma que Deus encontrou para revelar-se aos homens” e Apocalipse 21:23 reforça isso ao dizer que “a cidade ( Nova Jerusalém ) não precisa de sol nem de lua pois a glória de Deus a ilumina e o cordeiro é a sua lâmpada ) …

    A gente não vê a Deus pois ele é Espírito ( Joao 4:24 e leia também Timóteo 6:16 ) mas o Cordeiro é a sua lâmpada, Sua Forma na qual podemos vê-Lo!

    • Irmão Murilo certamente essa é uma questão muito complexa, por isso há tanta polêmica em torno dela. É admirável que tanto no Antigo Testamento, quanto mais desde os tempos antigos até hoje Jesus seja a pessoa mais falada e influente do planeta terra.
      E como eu coloquei no estudo:
      Ó profundidade das riquezas, da sabedoria e do conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis, os seus caminhos!
      Pois, quem conheceu a mente do Senhor? Ou quem foi seu conselheiro?
      Ou quem lhe deu primeiro, para que lhe seja recompensado?
      Porque dele, e por ele, e para ele, são todas as coisas; a ele seja a glória para sempre! Amém.
      (Rm 11:33-36 KJF)

  2. Cláudio Venâncio

    Agora pouco estava discutindo com minha esposa sobre Deus e Jesus ser uma pessoa Só, ela não acredita e eu sim acredito vim tirar a dúvida dela na net e encontrei seu blog onde realmente estava certo Deus e Deus e único ele age em vários papel para a salvação como ele quiser, muda tudo como quiser e etc Valeu Gabriel!! Deus o abençoe.

    • Deus seja louvado meu irmão! Continue buscando conhecimento do Senhor e também relacionamento com Ele, para que se torne vivo o conhecimento que adquirir. Deus abençoe sua família!

  3. Marlon Nunes de oliveira

    Otimo artigo ..realmente esclarecido que muitos só crerão no Senhor quando ele voltar

    • É verdade Marlon, a religiosidade sempre vai gerar problemas e discussões cheias de teorias, mas mantenhamos nosso foco no Mestre e em suas palavras!

  4. Simão

    Obrigado pelo blog. Jesus é Deus eu creio sim. Eu nunca procurei entender a Deus, somente aceito que ELE É.

    • A paz do Senhor Simão, por mais que estudemos seremos incapazes de entendê-lo em sua totalidade, e isto que é uma maravilha para nós, pois Ele é infinito! Mas isto também não quer dizer que devemos ser ignorantes com relação ao seu conhecimento, precisamos buscá-lo da forma recomendada em Sua Palavra, e dependentes de Seu Espírito Santo.
      Mas, como está escrito: “Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam.”
      Deus, porém, revelou isso a nós por meio do Espírito. Porque o Espírito sonda todas as coisas, até mesmo as profundezas de Deus. Pois quem conhece as coisas do ser humano, a não ser o próprio espírito humano, que nele está? Assim, ninguém conhece as coisas de Deus, a não ser o Espírito de Deus.

  5. Geremias

    Muito bom, parabéns e que DEUS continue te abençoando. Mas tratar MARIA como mãe de DEUS, como fica isso?

    • Irmão Geremias, depende de qual é a finalidade ao fazer essa afirmação. Não se pode afirmar que Maria possui os mesmos atributos de Deus por ela ter gerado ao Filho de Deus, Jesus. Maria foi uma mulher humana, como nós, que foi usada pelo Pai para cumprir o propósito de Jesus derrotar o pecado em forma humana. E, diga-se de passagem, Maria foi um belo exemplo de uma pessoa temente a Deus, assim como José, seu esposo. Portando Maria foi mãe de Jesus Deus, enquanto ele estava em forma humana, e nada mais. Ela não possui a eternidade de Jesus, que já existia antes mesmo de seu nascimento e até mesmo antes que o mundo existisse. Ela possuirá essa eternidade na mesma condição que a nossa, na ressurreição para a vida.
      Espero que tenha esclarecido meu irmão, Deus o abençoe.

  6. Alexandre

    Boa noite, creio que Jesus e um Deus mas não o Deus pai todo poderoso.
    Porque se não quem estaria a destra de Deus.
    E sim Jesus ja existia antes de vir a terra como o filho de Deus.
    Tem passagem na bilblia que inclusive relata conversas de Deus e Jesus antes dele vir a terra.
    Deus pai,Deus filho e o espirito santo.

    • Irmão Alexandre se você crê que Jesus é mais um Deus isso significa que o irmão é politeísta, ou seja, acredita em vários deuses. O que acontece com estas conversações é que é um único Deus em três pessoas, fazendo papéis diferentes no plano da salvação, por isso ele conversa como se fosse outra pessoa. Da mesma forma se Jesus não orasse ao Pai como um de nós ora, ele não nos daria um exemplo de vida humana devota a Deus, por isso foi necessário ele se dirigir ao Pai assim. É um mistério amplo irmão, deve-se examinar a Bíblia como um todo, aos detalhes, e não podemos tirar conclusões de textos isolados, do contrário cometeremos vários enganos. Deus abençoe.

      • Aline Salino De Oliveira

        Me explica se eu dou o meu único filho pra salvar a humanidade do pecado, como pode ser uma única pessoa. Na cruz Jesus disse , pai perdoa porque eles não sabem o que fazem. Se sou apenas um deveria ter dito eu voz perdoou porque vcs não sabem o que fazem. E mais ninguém vai ao pai se não for por mim. Pra que diria essa frase se já estava diante dele. E se Jesus é nosso advogado, como ele será também nosso. Juiz, pera lá ele nos defende e julga ao mesmo tempo. Eu gostaria de saber como pode um defensor, também ser o julgador

        • Aline, como eu disse no estudo, são 3 pessoas da Trindade fazendo papéis diferentes no plano da salvação, por isso suas falas eram diferentes. Acho que ficou claro os diversos versículos em que Jesus afirma ser um só Deus, ser o próprio Pai. Ele dizia isto em certas conversas, como João 8 por exemplo, mas Ele também estava aqui na terra nos dando o exemplo de como viver para o Pai, por isso Ele tinha que falar de forma que desse-nos tal exemplo. Com relação a passagem que você citou de João 14, Jesus não disse “ninguém vai ao Pai”, ele disse “ninguém VEM ao Pai”.

          ‘Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim. ‘ – João 14:6 ARA
          ‘Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim. ‘ – João 14:6 ARC
          ‘Respondeu Jesus: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim. ‘ João 14:6 NVI
          Assegurou-lhes Jesus: “Eu Sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim. João 14:6 KJA
          Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. João 14:6 ACF

          é normal ficarmos confusos com relação a essa compreensão, pois o poder de Deus é inalcançável para nós, assim como a totalidade de sua compreensão. Mesmo os judeus religiosos da época de Jesus não compreenderam isto, por isso queriam apedreja-lo em João 8, por exemplo.

          Outro texto que deixa clara a divindade de Jesus
          ‘Jesus lhes respondeu: “Não está escrito na Lei de vocês: ‘Eu disse: Vocês são deuses’ ? que dizer a respeito daquele a quem o Pai santificou e enviou ao mundo? Então, por que vocês me acusam de blasfêmia porque eu disse: Sou Filho de Deus? ‘
          João 10:34,35

          e mais um
          ‘aguardando a bendita esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus, ‘

          Tito 2:13 ARA

          • Júnior

            Boa tarde!
            O senhor parece ser muito culto ! Mas tem um sério problema em interpretação textual o Senhor afirma que a expressão ( SENHOR e SEUS) é a mesma coisa que erro terrível sem contar aí São tantas as afirmações erradas que eu teria que ficar aqui por muito tempo
            Bom por fim afirmo que JESUS CRISTO não É JEOVA. e sim seu filho unigênito

  7. Bárbara

    Excelente artigo. Que Deus te abençoe Gabriel.

Deixe seu comentário