Entenda como Jesus e Deus Pai são um só Deus

Jesus é Deus ou não? Ele é Deus ou Filho de Deus? Jesus e Deus são a mesma pessoa?

Muitas pessoas ainda tem dúvida a respeito da doutrina da Trindade e da divindade de Cristo. Jesus é Deus e a Bíblia afirma isso claramente, mas há alguns que dizem o contrário e tentam negar que Jesus e Deus são a mesma pessoa se baseando na própria Bíblia Sagrada. Você verá a verdade neste artigo.

Jesus e Deus são a mesma pessoa

É importante que o cristão  se comprometa em estudar a Bíblia e saiba responder a tais questões, confira o por que temos que fazer isto no versículo abaixo:

O propósito é que não sejamos mais como crianças, levados de um lado para outro pelas ondas, nem jogados para cá e para lá por todo vento de doutrina e pela astúcia e esperteza de homens que induzem ao erro. (Efésios 4: 11, 12, 14)

ler demais versículos para uma maior compreensão.

Certas denominações religiosas afirmam que Jesus não é Deus e negam que exista uma Trindade (um único Deus que existe em três pessoas).

Também sustentam que a doutrina da Trindade é uma invenção do homem, criada aproximadamente no século IV, no concílio de Niceia, para satisfazer seus próprios ideais e tentam provar tudo isso através da própria Bíblia Sagrada.

Embora alguns acreditarem que Jesus é o Filho de Deus e que não há salvação sem Ele, ainda assim afirmam que Ele não é Deus e que o Espírito Santo na verdade é uma “força ativa de Deus”. E o que me admira é inventarem uma versão da Bíblia modificada que sustenta tal questão.

Neste artigo apresentarei os argumentos que usam para negarem a doutrina da Trindade e a divindade de Jesus Cristo e provarei mostrando na Bíblia Sagrada que Jesus é Deus! Com respeito à pessoa do Espírito Santo vou abordar em outro estudo para falar com mais detalhes.

Jesus Cristo é Deus ou Filho de Deus?

Como eu disse mais acima, há quem afirme ser Jesus o Filho de Deus e Salvador da humanidade e que segue seu exemplo de vida, mas negam-no como sendo Ele o próprio Deus, utilizando de alguns textos bíblicos para a defesa de seu argumento.

O grande problema nessa interpretação se dá quando são tiradas conclusões de versículos isolados da Bíblia, isto é, tirar conclusões de algo examinando apenas um versículo e rejeitar seu contexto.

Contexto, ou contexto bíblico, é todo conteúdo que vem antes e depois do versículo lido. Vou explicar brevemente mais abaixo.

Há, pelo menos, dois tipos de contextos que podemos encontrar na Bíblia.

Um tipo de contexto bíblico é o contexto imediato que nos remete a ler alguns versículos antes ou depois do qual estamos lendo para entendermos o que este quer dizer. Dependendo da passagem que está sendo lida poderá ser necessário ler até mesmo alguns capítulos para se entender melhor.

Outro tipo de contexto bíblico é o contexto amplo, que nos remete a estudar outros livros da Bíblia, ou algumas passagens deles, afim de entender o que se está estudando ou seu contexto histórico.

Tendo isso bem compreendido podemos prosseguir com as afirmações contrárias à divindade de Jesus e à existência da Trindade.

Em João 14:28 Jesus afirma que o Pai (Deus) é maior do que Ele, a partir daí, e de outros textos, afirmam  que a Bíblia não apoia a doutrina da Trindade.

Por que Jesus afirmou que Deus é maior do que ele? Eles não são um só? A mesma pessoa e o mesmo Deus?

Aqui entra o exame do contexto bíblico amplo o qual expliquei mais acima. Por exemplo: Em Lucas 18:18-19 um certo rapaz chama Jesus de bom Mestre e Jesus em resposta à sua afirmação declara que não existe ninguém que seja bom, a não ser somente Deus. Isto quer dizer que Jesus não é Deus e que nós fomos salvos por uma pessoa má? Definitivamente não!

Então por que Jesus fala de Deus como se Ele fosse outra pessoa?

A Bíblia afirma que Jesus é Deus em muitas passagens e eu vou te mostrar isso mais a frente, continue lendo.

Quando lemos a história de Jesus devemos considerar que Ele veio ao mundo para dar o exemplo aos fiéis. Mesmo sendo Ele Deus em um corpo humano, não usava de todo seu poder divino afim de viver como ser humano, como nós, para vencer o pecado em forma humana e nos dar o exemplo.

Coloquemos em prática agora a análise do contexto amplo, confira as informações que eu disse no texto abaixo.

A humildade de Cristo

Cada um cuide, não somente dos seus interesses, mas também dos interesses dos outros.

Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus, que, embora sendo Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se; mas esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo, tornando-se semelhante aos homens.

E, sendo encontrado em forma humana, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até a morte, e morte de cruz! (Filipenses 2:4-8)

O texto acima afirma claramente que Jesus, mesmo num corpo humano, não deixou de ser Deus, mas não apegou-se a isso afim de dar sua vida por nós e nos dar o exemplo. Veja ele agindo assim nos textos abaixo:

Quando terminou de lavar-lhes os pés, Jesus tornou a vestir sua capa e voltou ao seu lugar.

Então lhes perguntou: “Vocês entendem o que fiz a vocês?

Vocês me chamam ‘Mestre’ e ‘Senhor’, e com razão, pois eu o sou. Pois bem, se eu, sendo Senhor e Mestre de vocês, lavei os seus pés, vocês também devem lavar os pés uns dos outros.

Eu dei o exemplo, para que vocês façam como lhes fiz. João 13:12-15

Pois nem mesmo o Filho do homem veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos”. Marcos 10: 45

Acredito eu que, por algumas vezes, Jesus não falava de si mesmo como sendo Deus por querer deixar a tarefa de perceber isso para seus discípulos e também seus adversários. O Mestre queria que os mesmos chegassem a essa conclusão examinando sua vida, pois as próprias Escrituras dos profetas estavam confirmando tudo.

Todavia em muitas outras passagens Jesus revela-se publicamente e abertamente como Deus, vamos ver algumas delas mais adiante.

Cristo vai se sujeitar a Deus no final dos tempos, por isso Jesus não é Deus. Como Deus pode se sujeitar a si mesmo?

Mais uma vez veremos Jesus dando-se de exemplo a todos os santos em 1 Coríntios 15:24-28, mais um texto utilizado na tentativa de negar a divindade de Cristo.

Para entender bem este texto é importante lembrar que as três pessoas da Trindade cumprem papéis diferentes para a salvação da humanidade e para concluir toda a implantação do Reino de Deus, o que acontece no versículo de 1 Coríntios 15 citado acima. Mais a frente vou explicar mais sobre isto, continue lendo.

Se Jesus e Deus são a mesma pessoa, então por que ele afirma que Deus é o único Senhor?

Encontramos a afirmação de Cristo citada acima em Marcos 12: 28-29, confira:

Aproximou-se dele um dos escribas que os tinha ouvido disputar e, sabendo que lhes tinha respondido bem, perguntou-lhe: Qual é o primeiro de todos os mandamentos?

E Jesus respondeu-lhe: O primeiro de todos os mandamentos é: Ouve, Israel, o Senhor, nosso Deus, é o único Senhor.

Jesus faz essa afirmação que você acabou de ler neste versículo para responder à pergunta de um escriba que, na verdade, só fez a pergunta para ver se Jesus iria dizer alguma blasfêmia, afim de ter algum motivo para acusá-lo. Veja também em Mateus 22: 35.

Após Jesus acabar de responder o escriba elogiou sua resposta reafirmando existir um só Deus: Nesta ocasião Jesus não entrou em debate com ele, pois o Mestre sabia bem a hora certa de falar, mesmo que não aceitassem, sua Palavra iria ser eficaz. Veja a resposta do escriba:

E o escriba lhe disse: Muito bem, Mestre, e com verdade disseste que há um só Deus e que não há outro além dele;

e que amá-lo de todo o coração, e de todo o entendimento, e de toda a alma, e de todas as forças e amar o próximo como a si mesmo é mais do que todos os holocaustos e sacrifícios. (Marcos 12: 32, 33 ARC)

Nesta passagem que acabamos de ler tiro uma conclusão minha: Jesus afirma existir um só Deus, um só Senhor, porque simplesmente Ele e o Pai são o mesmo Senhor, uma só pessoa, mas era necessário que seus contemporâneos, em boa parte conhecedores dos livros dos profetas, chegassem a essa conclusão.

Jesus falou bem quando afirmou que Deus é o único Senhor, pois Ele e Deus são um só!

Comprove minha afirmação acima nesta passagem:

Estando os fariseus reunidos, Jesus lhes perguntou: “O que vocês pensam a respeito do Cristo? De quem ele é filho?”

“É filho de Davi”, responderam eles.

Ele lhes disse: “Então, como é que Davi, falando pelo Espírito, o chama ‘Senhor’? Pois ele afirma:

“ ‘O Senhor disse ao meu Senhor: Senta-te à minha direita, até que eu ponha os teus inimigos debaixo de teus pés’.

Se, pois, Davi o chama ‘Senhor’, como pode ser ele seu filho?”

Ninguém conseguia responder-lhe uma palavra; e daquele dia em diante, ninguém jamais se atreveu a lhe fazer perguntas. (Mateus 22:41-45)

Se você prestou bem atenção deve ter percebido que no texto acima Jesus quis dizer que antes que Davi existisse Ele já era seu Senhor. Mas se existe um só Deus e um só Senhor, o que você acha que isto quer dizer?

Se você chegou à conclusão de que Jesus e Deus são a mesma pessoa, parabéns, você entendeu o que Jesus disse.

Por acaso você já viu na Bíblia algum outro ser humano que já existia antes de ter nascido? Adão já existiu antes de ter nascido aqui na terra? Moisés? Elias? Definitivamente não! Pois nenhum deles é Deus!

Algo semelhante disse Jesus com relação a Abraão em João 8: 56-58, afirmando que antes que Abraão existisse (cerca de 1948 anos antes de Cristo) Ele já existia.

O mais interessante dessa passagem é a maneira como Jesus se expressa: “Eu lhes afirmo que, antes de Abraão nascer, Eu Sou”

Por que Cristo não falou: “antes de Abraão nascer eu já existia?”

É simples, Jesus faz uma alusão ao nome de Deus com o qual ele se apresentou a Moisés em Êxodo 3: 14 e posteriormente aos israelitas, afirmando assim ser Jesus aquele mesmo Deus, do contrário os judeus que o estavam ouvindo dizer isso não iriam querer apedrejá-lo conforme lemos em João 8: 59, pois consideravam que Jesus estava blasfemando, dizendo-se ser Deus, o que Ele realmente é.

Não é meio “engraçado”? Jesus quase foi apedrejado somente por dizer quem Ele é…

Examinando a situação acima, considero eu que se algum religioso não considera que Jesus seja Deus, o  mesmo está encaixado no grupo de pessoas que tentou apedrejá-lo naquela ocasião, pois também eram religiosos, e descendentes de Abraão, e mesmo assim Jesus disse que estes eram filhos do diabo, que é o pai da mentira, e que tais religiosos só queriam satisfazer a vontade dele.

Então como podem acreditar que Jesus é o Filho de Deus e Salvador e não crerem nele como sendo o próprio Deus? Há algo de errado nisso, você não acha?

Como um pecador poderia oferecer-se em sacrifício a Deus para que nossos pecados fossem perdoados?

Obrigações do ministério levítico

Se no Antigo Testamento qualquer animal oferecido em oferta pelo pecado deveria estar em perfeito estado de saúde para que de fato fosse oferecido, por que seria diferente quando o Cordeiro de Deus, Jesus Cristo, ofereceu seu próprio corpo para remir os nossos pecados?

A Bíblia afirma que Jesus não tinha pecado algum e exatamente por isto Ele foi capaz de se entregar a Deus e levar o pecado da humanidade sobre si (Hebreus 4:15).

Mas a Bíblia também afirma que todos os homens pecaram (Romanos 3: 23), e se Jesus tivesse cometido algum pecado, logo Ele não poderia se oferecer em sacrifício pelos pecados da humanidade. Portanto se Jesus era homem, mas mesmo assim não cometeu pecado algum, o que isto quer dizer?

Ora, se o sangue de bodes e touros e as cinzas de uma novilha espalhadas sobre os que estão cerimonialmente impuros os santificam, de forma que se tornam exteriormente puros, quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu de forma imaculada a Deus, purificará a nossa consciência de atos que levam à morte, para que sirvamos ao Deus vivo! (Hebreus 9:13-14)

Isto quer dizer que Jesus Cristo é 100% homem e 100% Deus!

Jesus, orando, afirma que o Pai é o Único Deus Verdadeiro.

oração ao único Deus verdadeiro

Mais uma argumento usado para negar a divindade de Cristo. Jesus faz a afirmação citada acima quando orava a Deus em João 17: 3.

Como eu disse anteriormente o Mestre em tudo dava-se como exemplo aos seus servos, não poderia ser diferente em sua oração.

Não podemos deixar de considerar que, no versículo em questão, haviam duas pessoas, o Pai e o Filho. Considere que Jesus estava no corpo de homem orando a Deus.

No mesmo capítulo encontramos a informação de que Jesus e Deus são um só, Ele mesmo quem disse. (João 17:22).

Isto quer dizer que há um único Deus, mas que está em três pessoas fazendo um papel diferente em cada um deles realizando a obra de salvação ao homem e revelando-se a Ele.

A doutrina da Trindade é algo quase que incompreensível, afinal estamos falando de Deus!

Não é de se maravilhar que a doutrina da Trindade seja uma questão até polêmica e de difícil compreensão, afinal estamos falando do Senhor Deus, o Altíssimo, Todo Poderoso; obviamente nossa mente não pode alcançar tal grandeza

Tal conhecimento é maravilhoso demais e está além do meu alcance; é tão elevado que não o posso atingir. (Salmo 139: 6)

Leia o contexto desse Salmo para entender mais de Deus

Ó profundidade da riqueza da sabedoria e do conhecimento de Deus!
Quão insondáveis são os seus juízos e inescrutáveis os seus caminhos!

“Quem conheceu a mente do Senhor? Ou quem foi seu conselheiro?”
“Quem primeiro lhe deu, para que ele o recompense?”

Pois dele, por ele e para ele são todas as coisas. A ele seja a glória para sempre! Amém. (Romanos 11: 33-36)

Jesus foi chamado claramente de Deus no Antigo Testamento também

O profeta Isaías falando a respeito do nascimento de Cristo não só o chama de Deus poderoso (ou Deus forte) como também o chama de Pai da eternidade, confirmando o que já temos lido nesse artigo a respeito da divindade de Cristo e de sua existência antes mesmo dos homens de Deus ou qualquer outro ser humano terem nascido.

Como um ser humano qualquer pode existir antes de nascer? Como pode ser ele o próprio Pai da eternidade? O próprio Jesus afirmou existir antes da fundação do mundo (João 17: 5). E se Ele é o Pai da eternidade isto significa que a eternidade veio dele!

O mesmo profeta Isaías falando mais a respeito do nascimento de Jesus, afirma que ele seria chamado Deus conosco (Emanuel) em Isaías 7: 14. Ora, se Jesus é Deus conosco, não seria Ele o próprio Deus?

O próprio Deus declara que ele e Cristo são a mesma pessoa

Ao fazer tal declaração acima citada, o profeta Isaías está concordando com o que Jeremias disse a respeito do mesmo Jesus em Jeremias 31: 33, 34, veja:

“Esta é a aliança que farei com a comunidade de Israel depois daqueles dias”, declara o Senhor:

“Porei a minha lei no íntimo deles e a escreverei nos seus corações.

Serei o Deus deles, e eles serão o meu povo.

Ninguém mais ensinará ao seu próximo nem ao seu irmão, dizendo: ‘Conheça ao Senhor’, porque todos eles me conhecerão, desde o menor até o maior”,

Note que o versículo acima é uma declaração do próprio Deus a Israel.

O próprio Deus defendido pelos grupos religiosos que dizem que Jesus não é Deus declarou ser Ele mesmo o Cristo.

Note que Deus afirma que desde o menor até o maior deles o conheceriam (as pessoas contemporâneas a Cristo), isto é, conheceriam a Deus pessoalmente, e por isso não haveria necessidade de um homem ensinar ao outro sobre Deus.

Então fica aqui a pergunta: Quando foi que Deus revelou-se em pessoa aos homens? Por acaso não foi através de Cristo? Então isto quer dizer que Jesus e Deus são a mesma pessoa! Você concorda?

Jeremias capítulo 31 fala claramente sobre Jesus, assim como da Nova Aliança (ou Novo Testamento) que Deus faria com os homens através dele. Você pode comprovar isso em Hebreus 8: 6-13.

Algumas pessoas só acreditarão que Jesus é Deus após a vinda dele e já será tarde demais!

portão do céu e a vinda de Jesus Cristo

Aqueles contemporâneos a Jesus que o negavam como sendo Deus só vieram a acreditar em sua divindade depois de Ele ter sido crucificado e morto.

O próprio Jesus já sabia que muitos creriam nele apenas após a sua morte (João 8: 28).

E foi o que aconteceu, veja:

Quando o centurião que estava em frente de Jesus ouviu o seu brado e viu como ele morreu, disse: “Realmente este homem era o Filho de Deus!” (Marcos 15: 39)

“Portanto, que todo o Israel fique certo disto: Este Jesus, a quem vocês crucificaram, Deus o fez Senhor e Cristo”.

Quando ouviram isso, ficaram aflitos em seu coração e perguntaram a Pedro e aos outros apóstolos: “Irmãos, que faremos?”

Pedro respondeu: “Arrependam-se, e cada um de vocês seja batizado em nome de Jesus Cristo para perdão dos seus pecados, e receberão o dom do Espírito Santo. (Atos 2: 36-38)

Assim como aquelas pessoas creram que Jesus é Deus somente após sua morte, assim também muitos de nossa atualidade só o confessarão depois que Ele voltar, porém, diferente do que foi para muitos que ouviram a pregação de Pedro em Atos 2, será tarde demais para estes:

“Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem, e todas as nações da terra se lamentarão e verão o Filho do homem vindo nas nuvens do céu com poder e grande glória. (Mateus 24: 30)

Eis que ele vem com as nuvens, e todo olho o verá, até mesmo aqueles que o traspassaram; e todos os povos da terra se lamentarão por causa dele.

Assim será! Amém. (Apocalipse 1: 7)

Há quem afirme que Jesus foi criado, será isto verdade?

O texto de Colossenses 1: 15 pode nos confundir a princípio se não examinarmos o significado da palavra primogênito em tal contexto.

Primogênito siginifca primeiro gerado, ou primeiro filho, como Jesus foi de Maria (Lucas 2: 7).

Mas esta palavra também é usada para classificar uma pessoa que tem uma posição de destaque, ou que é querida por alguém.

Veja isso em Êxodo 4: 22

Então, dirás a Faraó: Assim diz o Senhor: Israel é meu filho, meu primogênito. (Almeida Revista e Corrigida)

Depois diga ao faraó que assim diz o Senhor: Israel é o meu primeiro filho, (Nova versão Internacional)

Obviamente Israel não era o primogênito de Deus no sentido de ser seu primeiro filho gerado (Jesus sim foi gerado por Maria e pelo Espírito Santo – Mateus 1: 20, mas sim que Israel era querido e importante para Deus, por isso ele queria libertá-los. Até mesmo porque Deus não escolheu a Israel (Jacó) primeiro, mas sim a Abraão.

Da mesma forma, no contexto de Colossenses 1: 15, Jesus é considerado o principal SOBRE toda a criação, e não junto a ela. Podemos ter melhor entendimento disso lendo os versículos 16 e 17 do mesmo Colossenses 1, que afirmam ser Jesus o Criador e mantenedor de tudo que existe.

porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por ele e para ele.

E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele.

Jesus declara-se Deus conversando com seus discípulos.

Mais duas provas de que Jesus é Deus está em João 14: 5-11.

Jesus declara-se ser Deus a seus discípulosAo ser questionado por Tomé sobre o caminho que os discípulos já conheciam, mas “não sabiam”, Jesus afirma ser Ele mesmo o Caminho, a Verdade e a Vida. Porém o que chama mais a atenção neste versículo é a seguinte afirmação de Jesus no versículo 6: “ninguém vem ao Pai a não ser por mim”.

Pense comigo, o correto não seria dizer: “ninguém vai ao Pai a não ser por mim” ?

Jesus não falou nada de errado neste texto, pois com tal declaração, “ninguém vem ao Pai”, Jesus quer dizer que Ele mesmo é o Pai, pois quem vem, vem a Jesus, até ele, e quem vai, passa por Jesus, mas vai para outro lugar ou para outra pessoa que não seria o próprio Jesus. Entende agora?

Como eu disse anteriormente são 3 pessoas com papéis diferentes, mas os 3 são um Único Deus!

Prosseguindo nesta conversa Filipe faz um pedido à Jesus: “Senhor, mostra-nos o Pai, e isso nos basta”.

A resposta de Jesus deve ter pegado Filipe de surpresa, e não deixa mais dúvidas, veja:

Jesus respondeu: “Você não me conhece, Filipe, mesmo depois de eu ter estado com vocês durante tanto tempo? Quem me vê, vê o Pai. Como você pode dizer: ‘Mostra-nos o Pai’?

A Bíblia é cheia de versículos que comprovam a divindade de Cristo

Há muitas outras passagens que dizem claramente que Jesus e Deus são a mesma pessoa como João 1:3-4João 10:30Lucas 9: 28-36Colossenses 2:9 – dentre outras.

Mas por agora, para concluir este artigo, basta afirmar que quem não acreditar que Jesus é Deus está numa verdadeira enrascada, comprove:

Eu disse que vocês morrerão em seus pecados. Se vocês não crerem que Eu Sou, de fato morrerão em seus pecados”. (João 8: 24)

Lembre-se que o “Eu Sou” dito por Jesus na passagem acima faz uma referência ao Deus Pai que apresentou-se a Moisés no monte Horebe e posteriormente aos Israelitas para libertá-los no início do livro de Êxodo, como já vimos neste artigo.

Se você gostou deste estudo compartilhe-o e deixe seu comentário logo abaixo dizendo o que achou!

Que a graça e a paz do Senhor Jesus seja com todos, amém!

 

Aprenda a desenvolver o hábito de estudar a Bíblia. Desfrute de uma verdadeira transformação em sua vida!

Gabriel Filgueiras

Ajudando novos cristãos a amadurecerem no entendimento da Bíblia Sagrada, e os obreiros de Deus a capacitarem-se melhor para o ministério cristão. Sirvo ao Reino do Senhor Jesus como professor da Escola Bíblica Dominical desde Julho de 2008 e estou me dedicando a ajudar cristãos comprometidos através deste blog compartilhando estudos bíblicos. Sou casado e membro da 3ª Igreja Batista de Rio das Ostras, RJ.

Website: http://wp.me/P7fxRD-dd

4 Comentários

  1. Alexandre

    Boa noite, creio que Jesus e um Deus mas não o Deus pai todo poderoso.
    Porque se não quem estaria a destra de Deus.
    E sim Jesus ja existia antes de vir a terra como o filho de Deus.
    Tem passagem na bilblia que inclusive relata conversas de Deus e Jesus antes dele vir a terra.
    Deus pai,Deus filho e o espirito santo.

    • Irmão Alexandre se você crê que Jesus é mais um Deus isso significa que o irmão é politeísta, ou seja, acredita em vários deuses. O que acontece com estas conversações é que é um único Deus em três pessoas, fazendo papéis diferentes no plano da salvação, por isso ele conversa como se fosse outra pessoa. Da mesma forma se Jesus não orasse ao Pai como um de nós ora, ele não nos daria um exemplo de vida humana devota a Deus, por isso foi necessário ele se dirigir ao Pai assim. É um mistério amplo irmão, deve-se examinar a Bíblia como um todo, aos detalhes, e não podemos tirar conclusões de textos isolados, do contrário cometeremos vários enganos. Deus abençoe.

  2. Bárbara

    Excelente artigo. Que Deus te abençoe Gabriel.

Deixe seu comentário