Versículos da Bíblia que provam que o Espírito Santo é uma pessoa

Algumas pessoas e ceitas religiosas afirmam que o Espírito Santo não é uma pessoa. Vamos examinar o que a Bíblia tem a dizer neste estudo bíblico sobre o Espírito Santo.

O Espírito Santo é uma pessoa e a Trindade é claramente notada na Bíblia Sagrada em dezenas de textos.

o Espírito Santo é uma pessoa da Trindade

Existem pessoas e ceitas afirmando que nem mesmo a Bíblia fala sobre a Trindade. Vamos examinar isto nesse estudo.

Até mesmo traduções da Bíblia estão trocando a pessoa do Espírito Santo pela expressão “força ativa de Deus”.

Neste breve estudo bíblico você vai deixar de se perguntar: “Quem é o Espírito Santo”.

Vamos encontrar na Bíblia alguns versículos que provam que o Espírito Santo é uma pessoa da Trindade: 3 pessoas e um só Deus.

Vale ressaltar que a palavra Trindade não vai aparecer na Bíblia em lugar algum, mas as 3 pessoas do Único Deus sim aparecerão, e o próprio Jesus afirma isto em um texto bem conhecido, veja:

Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, (Mateus 20: 19)

No batismo de Jesus a pessoa do Espírito Santo também se faz presente em forma de pomba, assim como o Pai se faz presente através de sua voz que é ouvida dos céus.

“Assim que Jesus foi batizado, saiu da água.

Naquele momento, o céu se abriu, e ele viu o Espírito de Deus descendo como pomba e pousando sobre ele.

Então uma voz dos céus disse: “Este é o meu Filho amado, de quem me agrado”.” (Mateus 3:16-17)

O Espírito Santo não pode ser uma “força ativa de Deus”, pois a Ele são atribuídas características de uma pessoa, das quais vamos conhecer algumas logo abaixo, continue lendo.

O Espírito Santo é uma pessoa e tem um Nome próprio e por isso não pode ser uma “força ativa”

A própria declaração de Jesus em Mateus 28: 19 que lemos mais acima afirma isto, veja mais uma vez, agora em outra versão da Bíblia, na King James Atualizada:

Portanto, ide e fazei com que todos os povos da terra se tornem discípulos, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;

Somente uma pessoa pode ensinar, aconselhar e consolar a outra

Enquanto Jesus estava com seus discípulos ele os ensinava e os instruía em todo caminho de Deus, após Jesus ter morrido, ressuscitado e subido aos céus essa tarefa foi atribuída a outra pessoa, o Espírito Santo, veja:

“E eu pedirei ao Pai, e ele dará a vocês outro Conselheiro para estar com vocês para sempre, o Espírito da verdade.” 

“Mas o Conselheiro, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, ensinará a vocês todas as coisas e fará vocês lembrarem tudo o que eu disse.” (João 14:16,26)

“Mas eu afirmo que é para o bem de vocês que eu vou.

Se eu não for, o Conselheiro não virá para vocês; mas, se eu for, eu o enviarei.” (João 16:7)

Acima você vê os textos na Nova Versão Internacional. Na versão de João Ferreira de Almeida a palavra Conselheiro é trocada por Consolador, veja aqui.

O texto abaixo deixa tudo mais claro ainda:

porquanto, jamais a profecia teve origem na vontade humana, mas homens santos falaram da parte de Deus, orientados pelo Espírito Santo. (1 Pedro 3:21 KJA)

Uma “força ativa” não pode falar nem ouvir (creio eu), como a pessoa do Espírito Santo

 

“Mas, quando o Espírito da verdade vier, ele os guiará a toda a verdade.

Não falará de si mesmo; falará apenas o que ouvir, e anunciará a vocês o que está por vir.” (João 16:13)

“Enquanto adoravam o Senhor e jejuavam, disse o Espírito Santo:

“Separem-me Barnabé e Saulo para a obra a que os tenho chamado”.” (Atos 13:2)

O texto que você vai ler agora também é do Novo Testamento, mas faz referência a um trecho do Antigo, onde já era afirmado que o Espírito Santo falava com os profetas de Deus.

Assim como proclama o Espírito Santo: “Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração (Hebreus 3:7,8a KJA)

Referência no Antigo Testamento:

O Espírito de Yahweh falou por meu intermédio; sua Palavra esteve em minha língua (2 Samuel 23: 2 KJA)

Espírito não está escrito com letra maiúscula por acaso.

Somente uma pessoa é capaz de convencer a outra

Um dos principais trabalhos do Espírito Santo, afirmado por Jesus, é convencer o homem do pecado, da justiça e do Juízo (explicação que será dada em outro estudo, inscreva-se no blog pra ficar por dentro).

O Espírito Santo faz isso através dos discípulos de Cristo, aqueles que lhe confiaram suas vidas e dedicam-se em cumprir a missão a qual Jesus nos deu na grande comissão em Mateus 28: 19.

“… Se eu não for, o Conselheiro não virá para vocês; mas, se eu for, eu o enviarei.

Quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo.” (João 16:7b-8)

O Espírito Santo é uma pessoa que tem virtude e poder, e Ele os reparte inteligentemente aos filhos de Deus (ou Jeová)

Antes de Jesus subir aos céus ele havia ordenado aos seus discípulos que esperassem pelo revestimento do poder vindo do alto (Lucas 24:49).

Este poder é dado pela pessoa do Espírito Santo que capacitou os discípulos a serem testemunhas de Jesus com muito vigor e coragem, leia:

“Mas receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês,

e serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judeia e Samaria, e até os confins da terra”.” (Atos 1:8)

Para ver os efeitos desse poder basta comparar, por exemplo, o apóstolo Pedro antes de tê-lo recebido (que negou a Jesus 3 vezes) e depois de recebê-lo (Marcos 14: 66-72; Atos 9:34-35).

Este mesmo que negou a Jesus diante de uma criada e algumas outras pessoas, depois de receber o Espírito Santo, pregou corajosamente para religiosos que poderiam tê-lo matado (Atos 2:14-41).

E este mesmo poder é repartido pelo Espírito Santo entre os filhos de Deus com inteligencia através dos dons espirituais.

Veja como os dons são repartidos inteligentemente em 1 Coríntios 12:4-11.

O Espírito Santo é uma pessoa, pois somente uma pessoa pode se entristecer

“Não entristeçam o Espírito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção.” (Efésios 4:30)

Ensinando a igreja que a santidade cristã é oposta aos costumes deste mundo Paulo afirma a frase que você acabou de ler logo acima.

Isto é, se agirmos como mundanos em nossas práticas de vida entristeceremos uma pessoa da Trindade, que é o Espírito Santo de Deus, ou de Jeová.

E para finalizar este artigo segue a característica da pessoa do Espírito Santo que eu considero mais profunda do que as outras, veja:

Somente o Espírito Santo conhece as coisas de Deus, até mesmo as mais profundas

“… O Espírito sonda todas as coisas, até mesmo as coisas mais profundas de Deus.

Pois quem conhece os pensamentos do homem, a não ser o espírito do homem que nele está?

Da mesma forma, ninguém conhece os pensamentos de Deus, a não ser o Espírito de Deus.” (1 Coríntios 2:10b-11)

As características do Espírito Santo são mesmo muito profundas, assim como são sua missão de continuidade do ministério de Jesus através dos filhos de Deus.

Como eu disse no início do artigo, a palavra Trindade não aparece na Bíblia em lugar algum, mas as três pessoas da Trindade estão em toda ela, em vários momentos.

Só se pode blasfemar contra Deus ou uma pessoa, e não contra um “poder ativo”

Se você ainda está se perguntando quem é o Espírito Santo, creio que estes versículos bíblicos vão completar tudo que você precisa saber.

Veja o significado do verbo blasfemar: Falar de forma injuriosa, conscientemente e deliberada contra a divindade ou religiao. Tambem pode ser usada contra pessoas.

Fonte: Dicionário InFormal.

Jesus dá um aviso muito sério aos religiosos de sua época que afirmaram que Ele expulsava demônios através do príncipe dos demônios, Belzebu.

“mas quem blasfemar contra o Espírito Santo nunca terá perdão: é culpado de pecado eterno”.

Jesus falou isso porque eles estavam dizendo: “Ele está com um espírito imundo”.(Marcos 3:29-30)

Jesus também deu uma outra advertência muito forte a tais religiosos que negavam sua divindade, veja:

“Por isso, Eu vos afirmei que morrereis em vossos pecados.

Se vós não crerdes que Eu Sou, certamente morrereis em vossos pecados.” (João 8:24 KJA – também nos versículos 28 e 58)

Repare como foi escrito o Eu Sou. Isto é uma referência ao nome de Jeová em Êxodo 3:14, leia abaixo:

Disse Deus a Moisés: “Eu Sou o que Sou. É isto que você dirá aos israelitas: Eu Sou me enviou a vocês”.

O próprio Espírito Santo nos alerta a termos cuidado em nossos dias com os falsos mestres e falsos ensinos

O Espírito Santo afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns se desviarão da fé e darão ouvidos a espíritos enganadores e à doutrina de demônios, (1 Timóteo 4:1 KJA)

Aqui eu listei apenas alguns versículos do Novo Testamento que provam que o Espírito Santo é uma pessoa, e não uma “força ativa de Deus”.

Creio que os textos da Bíblia mencionados neste estudo são suficientes para comprovar a divindade do Espírito Santo.

O que precisamos fazer agora é tentar compreender este mistério e não procurar argumentos para o fato de que realmente a Bíblia afirma.

Deus é eterno e insondável

Eu escrevi um outro artigo que explica como Jesus e Deus pai são um só Deus, e nele afirmei que, afinal de contas, estamos falando do Senhor Deus, o Altíssimo, Todo Poderoso; obviamente nossa mente não pode alcançar toda sua grandeza.

Nem mesmo o apóstolo Paulo que era um homem cheio de intimidade com Deus e de conhecimento foi capaz de compreendê-lo completamente, veja isto nessa afirmação:

Ó profundidade da riqueza da sabedoria e do conhecimento de Deus!

Quão insondáveis são os seus juízos e inescrutáveis os seus caminhos! (Romanos 11: 33)

Isto é semelhante a tentar explicar como Ele é onipresente (está em todos os lugares ao mesmo tempo), onisciente (sabe de tudo que existe, acontece ou vai acontecer) que aliás são características atribuídas ao Espírito Santo também (Salmo 139: 1-18).

Aos que persistem em declarar que Jesus e o Espírito Santo não são Deus e que a Trindade não existe, cabe-lhes explicar o que as dezenas de textos bíblicos afirmam ao contrário.

Muitos estão nessa tentativa e arrumando diversos pretextos para tentar explicar tal situação, a respeito destes escreveu o apóstolo Pedro:

Ele [Paulo] escreve do mesmo modo em todas as suas epístolas, discorrendo nelas sobre esses assuntos, nas quais existem trechos difíceis de entender,

os quais são distorcidos pelos ignorantes e insensatos, como fazem também com as demais Escrituras para a própria destruição deles. (2 Pedro 3: 16 KJA)

A destruição deles poderia ser a blasfêmia contra o Espírito Santo, que não tem perdão?

Você conhece outras passagens da Bíblia que provam que o Espírito Santo é uma pessoa? Então role a página mais para baixo e compartilhe conosco nos comentários.

Após isso compartilhe este estudo para aqueles que ainda tem dúvidas com relação a este assunto. Deus abençoe sua vida!

 

 

Aprenda a desenvolver o hábito de estudar a Bíblia. Desfrute de uma verdadeira transformação em sua vida!

Gabriel Filgueiras

Cristão desde novembro de 2006 e Professor da Escola Bíblia Dominical desde julho de 2008, faço parte da Terceira Igreja Batista de Rio das Ostras, RJ. Minha missão é fazer que as pessoas cresçam passando a elas o que já aprendi e mostrar que todo cristão precisa entender bem a Bíblia Sagrada (2 Timóteo 2: 15).

Website: http://wp.me/P7fxRD-dd

Deixe seu comentário