O que é idolatria? Entenda os males causados por ela

As idolatrias antigas e as atuais, você sabe quais são?

O que é idolatria na Bíblia e o que é a idolatria nos dias de hoje?

Muitos assimilam o que é idolatria apenas a adoração de imagens e esculturas de “santos”, porém não é só isso.

“Não terás outros deuses além de mim.” (Êxodo 20: 3)

o que é idolatria na bíblia

Imagine uma pessoa que seja religiosa, que vive e respira religião. Imagine agora que essa pessoa não conhece ou não sabe quem é o próprio deus que ela idolatra, mas mesmo assim está lá idolatrando… Consegue imaginar tal situação?

Essa era a situação da cidade de Atenas quando o apóstolo Paulo esteve lá (Atos 15: 22-23).

Tamanha era a idolatria e religiosidade dos atenienses que o apóstolo Paulo ficou indignado com tudo que via naquela cidade (Atos 17: 16).

Mas como seria se o apóstolo Paulo conhecesse os dias atuais? Será que ele ficaria indignado ao ver as idolatrias de hoje como ficou em Atenas? Eu lhes digo que até mais indignado ainda!

Os ídolos foram capazes de levar Israel à ruína diversas vezes. O próprio rei Salomão sofreu com a mesma e teve suas consequências (1 Reis 11: 1-11).

Note que, em Atenas, o apóstolo Paulo ficou indignado com a idolatria de homens que não conheciam a Deus. Imagina então o quão indignado ele ficaria com a idolatria dos próprios crentes?

Tipos de idolatria nos dias de hoje

Nosso mundo está cheio de idolatrias modernas, e, muito infelizmente, há muita idolatria na igreja evangélica atual também (bens materiais, riquezas, cantores gospel, fama, autolatria, prazeres, modismos, teologias, culto a anjos, músicas, etc.), que vão se infiltrando nos templos sorrateira e vagarosamente até que muitas delas sejam consideradas como coisas normais e comuns, até que muitos digam a respeito delas: “não tem nada a ver”, ou “é só um jeito diferente de se adorar a Deus”.

Quando não é muito o homem busca até mesmo pretextos bíblicos para atender suas próprias necessidades e autolatrias, como é o caso da aceitação ao homossexualismo dentro das igrejas, pastores homossexuais que utilizam de textos bíblicos para defender suas ideologias e suas vontades.

Homens controversos que adoram sua própria vontade e querem satisfazer seus prazeres de maneira que tem aparência de correta, querem tornar do que é mau uma coisa boa e comum (2 Timóteo 4: 3-4).

Famosos cantores gospel e pregadores que escondem a genuína mensagem de Deus, de arrependimento dos pecados e salvação, e colocam holofotes em seu nome, sua marca, seu ministério.

Fico indignado ao ver, por exemplo, um panfleto, banner ou cartaz virtual de determinados trabalhos na igreja onde há somente a foto do pregador e das “atrações”. Já recebi um convite que não tinha nem uma referência a um versículo bíblico sequer, nem tão pouco o nome do Senhor Jesus. A glória foi toda para o pregador.

Denominações de igrejas que retiraram o calvário e a salvação de nosso Senhor Jesus como centro de sua mensagem e colocaram o homem em seu lugar e Deus a serviço dele, para lhe satisfazer os desejos e dar prosperidade.

Entenda o que significa idolatria na Bíblia

A idolatria significa adoração aos ídolos. Essa palavra tem sua origem no grego e é formada por dois vocábulos: eidolon (ídolo) + latria (adoração). Daí se origina seu significado adoração aos ídolos.

É chato ver que muitas pessoas até hoje tem uma mente fechada para entender o que é idolatria.

Quando se fala nessa palavra geralmente as pessoas pensam em adoração à imagens de outras pessoas, como estátuas e quadros, etc. Até mesmo imagens do próprio Senhor Jesus e de Maria, por exemplo.

Mas vamos examinar neste artigo o que é idolatria para Deus e veremos isto em diversas situações dentro da Bíblia e também como algumas citadas acima.

Nas minhas primeiras semanas de convertido um amigo meu me ensinou uma frase sobre idolatria que não me esqueci até hoje: “idolatria é tudo aquilo que se põe na frente de Deus.”, isto é, tudo que eu amo e me apego mais do que a Deus e que me faz esquecer dele ou não dedicar minha vida a Ele como deveria.

Idolatria significa também apego exagerado a algo ou alguém

o que significa idolatria em nossa atualidade

Veja o que diz a parte final de Colossenses 3: 5:

Assim, façam morrer tudo o que pertence à natureza terrena de vocês: imoralidade sexual, impureza, paixão, desejos maus e a ganância, que é idolatria.

A idolatria está enraizada na natureza pecaminosa do homem e o apóstolo Paulo a classifica também como uma obra da carne, veja:

Ora, as obras da carne são manifestas: imoralidade sexual, impureza e libertinagem; idolatria e feitiçaria; ódio, discórdia, ciúmes, ira, egoísmo, dissensões, facções… (Gálatas 5: 19-20)

Os males da idolatria

A idolatria é nociva ao ser humano, pois geralmente é um apego exagerado a algo que ele gosta e as vezes até pensa que o faz bem, mas na verdade o destrói, todavia na maioria dos casos este não consegue enxergar isso.

Assim como o idólatra é cego para enxergar o quanto a idolatria o faz mal (como eu mesmo já fui um dia), ele é mais cego ainda para ver a afronta que está fazendo ao Criador, o Único e Verdadeiro Deus apegando-se aos ídolos.

O idólatra faz que suas idolatrias roubem a glória de Deus e a transfere para coisas perecíveis ou para mortais. Pois a pessoa que pratica a idolatria tem por fonte de vida aquilo que idolatra, pois certamente vive por isto, pensando nisso, falando disso, seu assunto é isso, dá crédito a isso, e fica irritado se alguém fala mal de seu ídolo.

A soberania de Deus também é afrontada pela idolatria, pois o ser humano voltasse para seu ídolo e considera ele o maior de todos e a coisa mais importante que possa existir, desprezando a Deus, mesmo que sem perceber as vezes, pois seu entendimento está cego (2 Coríntios 4: 4).

A idolatria, assim como o idólatra, não se importa com as reivindicações que Deus apresenta em sua Palavra e aos olhos do idólatra faz esta parecer de nenhum valor ou importância.

A idolatria faz do idólatra como um tolo e pode levá-lo a blasfemar, considerando que não há Deus ou que este nada importa para ele (Salmo 14: 1).

A idolatria na Bíblia é energicamente condenada

Veja com qual pecado a idolatria foi comparada pelo profeta Samuel:

Pois a rebeldia é como o pecado da feitiçaria; a arrogância, como o mal da idolatria. (1 Samuel 15: 23)

A arrogância, no sentido de querer ser maior que os outros e ter poder, foi o que Satanás plantou no coração e na mente de Eva, seduzindo-a no jardim, veja:

Disse a serpente à mulher: “Certamente não morrerão!

Deus sabe que, no dia em que dele comerem, seus olhos se abrirão, e vocês, como Deus,serão conhecedores do bem e do mal”.

Quando a mulher viu que a árvore parecia agradável ao paladar, era atraente aos olhos e, além disso, desejável para dela se obter discernimento, tomou do seu fruto, comeu-o e o deu a seu marido, que comeu também. (Gênesis 3: 4-6 NVI)

Veja que a proposta de Satanás a Eva foi comer do fruto para ser como Deus, discernindo o bem e o mal. Cresceu então em Eva um desejo de ter poder e alcançar o entendimento que Deus tem.

Como lemos no início deste artigo idolatria é tudo aquilo que se põe na frente de Deus em nossa vida, ou seja, rouba-lhe o lugar e o senhorio. E neste caso o desejo de possuir do fruto daquela árvore foi o objeto da idolatria de Eva, pois o senhorio de Deus estava entrando em questão, uma vez que se ela comesse o fruto estaria expressando que não queria mais que Deus fosse seu absoluto Senhor, mas quereria ser como Ele.

A idolatria faz o homem desprezar a Deus e rebelar-se contra ele

Quando os israelitas do Antigo Testamento começavam a abandonar o Senhor e prestavam culto a ídolos, deuses de outras nações feitos por homens, o mesmo Deus enviava seus profetas para orientá-los e adverti-los que não fizessem isso, embora já tivesse dito através de Moisés desde o princípio quando saíram do Egito que assim não agissem.

Não ouvindo a voz de Deus e voltando-se para os ídolos, os israelitas sofreram amargas consequências, leia 2 Reis 17: 1-20.

O que diremos ainda do castigo histórico que sofreram com a destruição de Jerusalém e o cativeiro amargo na Babilônia? (2 Crônicas 36: 11-21).

A idolatria também é pecado no Novo Testamento

Por causa do grande número de gentios (não judeus) convertendo-se ao evangelho, os apóstolos precisaram abrir mão de alguns costumes judaicos, dados na lei de Moisés e a Abraão, como a circuncisão e a guarda do sábado.

Isto fizeram para que não houvesse mais impedimentos à conversão destes, pois Deus mesmo já os havia recebido e lhes dado o Espírito Santo, sem ficar lhes impondo ordenanças do Antigo Testamento: veja isto em Atos 15: 19-20

Sugerido: Guardar o sábado ou não? Os cristãos atuais pecam nisso?

O combate à idolatria também estava presente nas cartas que os apóstolos enviavam à diversas igrejas, veja alguns textos: 1 Coríntios 10: 14; 19-21; 1 Pedro 4: 3; 1 João 5: 21.

Identificando as idolatrias nos dias de hoje

Nosso mundo hoje caracteriza-se por idolatrias modernas, que são estas que encontramos nos dias atuais

As idolatrias modernas se infiltram na vida das pessoas de maneira sorrateira e enganosa, com a aparência de uma coisa boa e verdadeira, comum e até mesmo evangélica.

Tais idolatrias, porém, só vem para roubar o lugar de Deus da vida de suas criaturas e furtar a glória que pertence ao único e verdadeiro Deus, Jesus Cristo nosso Senhor.

Hoje em dia não veremos mais os deuses pelos quais os israelitas foram tentados e caíram, como Moloque e Baal. Todos estes caíram no mito, assim como os deuses da Grécia antiga: Zeus, Poceidom, Hades, dentre outros.

Todos estes agora viraram histórias de filmes e desenhos animados, ou animes, pois não são verdadeiros deuses, senão mitos.

Somente Jesus, o nosso Deus, continua a transformar a vida das pessoas através de seu Espírito Santo e da Bíblia Sagrada.

Ele é o único Deus verdadeiro e Salvador, a própria história já registra isso (Atos 4: 12).

Os deuses que temos hoje em dia nem se classificam como deuses, mas continuam sendo ídolos, todavia com suas palavras, comportamentos, pensamentos e ações as pessoas os fazem deuses para si.

Para te dar um exemplo, estou certo que em algum momento de sua vida você já viu na televisão pessoas carregando estátuas de “santos” em procissão, caminhando pelas ruas e exaltando aquele personagem.

Saiba que a Bíblia condena claramente a procissão, veja no verso abaixo:

[…] nada sabem os que conduzem em procissão as suas imagens de escultura, feitas de madeira, e rogam a um deus que não pode salvar. (Isaías 45: 20b ARC)

A idolatria também se encaixa no meio do povo de Deus. Algumas vem sorrateiramente e sem nem percebermos, enquanto que outras de forma mais aberta, mas com pretextos bíblicos.

A Bíblia condena por exemplo, em Colossenses 3: 5, a ganância, que é o apego descontrolado ao dinheiro, e a classifica como uma idolatria.

Veja claramente os perigos do amor à ganância, ou ao dinheiro, em 1 Timóteo 6: 3-10.

“Ninguém pode servir a dois senhores; pois odiará um e amará o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a Deus e ao Dinheiro. (Mateus 6: 24 NVI)

O que é idolatria na sua vida?

Devemos examinar a nós mesmos, e deixar pra trás as discussões e contendas de palavras, e eliminarmos de nossa vida o que tem sido idolatria para nós.

O Senhor Jesus deve ter senhorio absoluto sobre nossa vida. Não podemos considerar como uma coisa comum as abominações que muitas pessoas e religiões, até mesmo igrejas evangélicas, tem cometido.

Sigamos pois o conselho do apóstolo João:

Filhinhos, guardem-se dos ídolos. (1 João 5: 21 NVI)

Deus abençoe sua vida!

Você conhece alguma outra forma de idolatria moderna? Tenho certeza que sim! Compartilhe conosco nos comentários completar mais ainda este estudo!

Aprenda a desenvolver o hábito de estudar a Bíblia. Desfrute de uma verdadeira transformação em sua vida!

Gabriel Filgueiras

Cristão desde novembro de 2006 e Professor da Escola Bíblia Dominical desde julho de 2008, faço parte da Terceira Igreja Batista de Rio das Ostras, RJ. Minha missão é fazer que as pessoas cresçam passando a elas o que já aprendi e mostrar que todo cristão precisa entender bem a Bíblia Sagrada (2 Timóteo 2: 15).

Website: http://wp.me/P7fxRD-dd

2 Comentários

  1. Pingback: 21 Características que todo cristão verdadeiro deve ter | Bíblia se Ensina

  2. Pingback: Entenda o que Jesus quis dizer: não vim trazer paz, mas espada.

Deixe seu comentário