8 Perigos da religiosidade que você deve ficar atento

Muitas pessoas acham que estão servindo a Deus com certos costumes religiosos, mas será que estão mesmo?

A religiosidade exagerada é realmente um veneno que volta o ser humano contra o próprio Deus, embora esteja convencido de que só está fazendo as coisas certas.

Neste estudo bíblico você verá exemplos de religiosidade na Bíblia que estão tão próximos, você convive com eles, talvez pratique alguns,  fazem mal ao corpo de Cristo, e nem se percebe.

#1 A religiosidade exagerada despreza as pessoas necessitadas, deixando os crentes mais insensíveis e arrogantes.

pobre desprezado Tiago 2:1-5

Existem coisas escritas na Bíblia que estão tão claras e dispensam comentários. Nós somos realmente bons na teoria, sabemos o que fazer, mas na prática, infelizmente falhamos cruelmente.

“Meus irmãos, como crentes em nosso glorioso Senhor Jesus Cristo, não façam diferença entre as pessoas, tratando-as com parcialidade.

Suponham que, na reunião de vocês, entre um homem com anel de ouro e roupas finas e também entre um pobre com roupas velhas e sujas.

Se vocês derem atenção especial ao homem que está vestido com roupas finas e disserem:

“Aqui está um lugar apropriado para o senhor”, mas disserem ao pobre:

“Você, fique em pé ali”, ou: “Sente-se no chão, junto ao estrado onde ponho os meus pés”, não estarão fazendo discriminação, fazendo julgamentos com critérios errados?

Ouçam, meus amados irmãos:

Não escolheu Deus os que são pobres aos olhos do mundo para serem ricos em fé e herdarem o Reino que ele prometeu aos que o amam?”

“Se vocês de fato obedecerem à lei do Reino encontrada na Escritura que diz:

“Ame o seu próximo como a si mesmo”, estarão agindo corretamente.

Mas, se tratarem os outros com parcialidade, estarão cometendo pecado e serão condenados pela Lei como transgressores.” (Tiago 2:1-5, 8-9 NVI)

Já viu crentes se comportando com parcialidade e acepção de pessoas como escrito no texto acima?

Se viu, não julgue! Ore a Deus para que o Espírito Santo venha trabalhar na vida dos religiosos e convencê-los de seus pecados e zelos falsos e exagerados.

#2 A religiosidade exagerada faz o crente ficar fanático e cego

crente fanático religioso e cego

O crente religioso acha que está servindo ao Senhor Jesus, mas despreza seus mandamentos mais básicos.

“Pois Moisés disse: ‘Honra teu pai e tua mãe’ e ‘Quem amaldiçoar seu pai ou sua mãe terá que ser executado’.

Mas vocês afirmam que, se alguém disser a seu pai ou a sua mãe:

‘Qualquer ajuda que vocês poderiam receber de mim é Corbã’, isto é, uma oferta dedicada a Deus, vocês o desobrigam de qualquer dever para com seu pai ou sua mãe.

Assim vocês anulam a palavra de Deus, por meio da tradição que vocês mesmos transmitiram.

E fazem muitas coisas como essa”.” (Marcos 7:10-13 NVI)

Repare no texto acima que os religiosos que desprezavam a ajuda e o cuidados aos seus pais faziam jus de que estavam trabalhando para Deus, de que eram consagrados a Ele.

Estes versículos da bíblia que falam sobre religiosidade foram ditos por Jesus, que mostrou àqueles líderes religiosos o quanto eles queriam enganar os outros e eram preguiçosos para obedecer de verdade os mandamentos divinos.

Devemos tomar muito cuidado com a religiosidade na igreja evangélica atual e as tradições “super espirituais” que estão impregnadas por aí cheias de fanatismos, como se fossem regras da Bíblia, quando não são.

Certos crentes desprezam outros porque não falam em ‘outras línguas’, alguns crentes acham outros descomprometidos com Deus só porque não sobem ao monte para orar; o uso de calça é obrigatório para homens, etc.

Todos estes são costumes religiosos implantados pelos homens, mas não são doutrinas da Bíblia Sagrada, precisamos tomar muito cuidado. Convivemos com isso no dia a dia.

Não sejamos religiosos, sejamos filhos de Deus, que tem um relacionamento vivo com Ele!

#3 O crente religioso é descaradamente falso para com Deus, vive só de aparências e gosta de tirar onda diante dos outros

“Os fariseus e alguns dos mestres da lei, vindos de Jerusalém, reuniram-se a Jesus e viram alguns dos seus discípulos comerem com as mãos impuras, isto é, por lavar.

(Os fariseus e todos os judeus não comem sem lavar as mãos cerimonialmente, apegando-se, assim, à tradição dos líderes religiosos.

Quando chegam da rua, não comem sem antes se lavarem.

E observam muitas outras tradições, tais como o lavar de copos, jarros e vasilhas de metal.)

Então os fariseus e os mestres da lei perguntaram a Jesus:

“Por que os seus discípulos não vivem de acordo com a tradição dos líderes religiosos, em vez de comerem o alimento com as mãos impuras?”

Ele respondeu: “Bem profetizou Isaías acerca de vocês, hipócritas; como está escrito:

“ ‘Este povo me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim.

Em vão me adoram; seus ensinamentos não passam de regras ensinadas por homens’.

Vocês negligenciam os mandamentos de Deus e se apegam às tradições dos homens”.

E disse-lhes: “Vocês estão sempre encontrando uma boa maneira de pôr de lado os mandamentos de Deus, a fim de obedecerem às suas tradições!” (Marcos 7:1-9 NVI)

Responda a seguinte pergunta: Você lava as mãos antes de comer, assim como toda a louça, por uma questão de higiene, correto?!

Mas os líderes religiosos que você acabou de ler no texto acima lavavam cerimonialmente! Era um costume religioso que eles implantaram entre si.

Eles cobravam aos outros que praticassem suas tradições, mas pelo que Jesus falou você acha que eles estavam praticando a Palavra de Deus?

A religiosidade humana faz isso, despreza os mandamentos de Deus, e substitui pelas tradições que os homens julgam serem corretas.

Há igrejas em nossa atualidade que agem dessa forma. O vídeo abaixo vai te provar isso.

#4 A religiosidade exagerada foi responsável pela crucificação de Jesus.

Jesus crucificado por causa da religiosidade exagerada

Quando eu era novo convertido e não conhecia muito as histórias bíblicas, achava que homens maus e cruéis tinham crucificado a Jesus.

De fato foram homens maus e cruéis; só que o que eu não sabia é que eram sacerdotes, conhecedores das Escrituras Sagradas e suas profecias; isto é, exageradamente religiosos!

Então ele começou a ensinar-lhes que era necessário que o Filho do homem sofresse muitas coisas e fosse rejeitado pelos líderes religiosos, pelos chefes dos sacerdotes e pelos mestres da lei, fosse morto e três dias depois ressuscitasse. (Marcos 8:31 NVI)

Infelizmente há pessoas em nossas igrejas que são fervorosas e pensam que estão fazendo o bem, como pensaram os sacerdotes que acreditavam que Jesus estava blasfemando dizendo ser o Filho de Deus.

Tem gente que está na igreja trabalhando e fazendo o bem, querendo trazer coisas boas, mas são impedidos pelos religiosos. Como estes que não descansaram até ver Jesus morto.

5# O crente religioso é realmente um pregador da Palavra, mas não um praticante dela

pregador da palavraInfelizmente muitos crentes gostam de falar e criticar os erros dos outros, e também ficar espalhando comentários com várias pessoas sobre a vida dos outros.

Você já viu algum crente fazendo isso? Já viu crente pregando assim? Isso é a religiosidade na igreja evangélica!

Comportam-se da mesma forma que os mestres da Lei comportavam–se na época de Jesus, veja:

Então, Jesus disse à multidão e aos seus discípulos:

“Os mestres da lei e os fariseus se assentam na cadeira de Moisés.

Obedeçam-lhes e façam tudo o que eles dizem a vocês.

Mas não façam o que eles fazem, pois não praticam o que pregam.

Eles atam fardos pesados e os colocam sobre os ombros dos homens, mas eles mesmos não estão dispostos a levantar um só dedo para movê-los. (Mateus 23:1-4 NVI)

Infelizmente há muitos de nós que gostamos de cobrar as coisas aos outros e apontar seus erros, mas não sabemos que não praticamos a Palavra do Senhor em muitas coisas na nossa vida também.

#6 O religioso quer glória para si

Outro sinal forte que mostra o que é religiosidade na igreja hoje em dia.

Tem homens que não basta serem chamados pelo título de pastor, querem mais do que isso: apóstolos, reverendos, e mais sei lá o que.

De outra forma há crentes que estão dentro de nossas igrejas disputando cargos com os outros.

Há outros que se verem seus irmãos crescerem em algo na igreja ou se destacarem por tal função, logo ficam invejosos.

Eles querem glória para si e não aceitam que mais ninguém se iguale a eles.

“Tudo o que fazem é para serem vistos pelos homens.

Eles fazem seus filactérios bem largos e as franjas de suas vestes bem longas;

gostam do lugar de honra nos banquetes e dos assentos mais importantes nas sinagogas,

de serem saudados nas praças e de serem chamados mestres. (Mateus 25:5-7 NVI)

#7 O crente religioso pensa que está trabalhando para Deus em tudo o que faz

Nem sequer consegue enxergar o mal que está fazendo o crente que já foi dominado pela religiosidade; pensa estar trabalhando pra Deus, mas se engana!

“Eu tenho dito tudo isso para que vocês não venham a tropeçar.

Vocês serão expulsos das sinagogas; de fato, virá o tempo quando quem os matar pensará que está prestando culto a Deus. (João 16:1,2)

Entendeu bem o que leu acima? Os cristãos da igreja primitiva eram presos, assassinados e mortos por homens que, ao fazerem isso, pensavam que era um serviço prestado para Deus.

O apóstolo Paulo é um belo exemplo disso. Ele não só era muito religioso, mas também mais religioso do que os mais religiosos.

Se alguém pensa que tem razões para confiar na carne, eu ainda mais:

circuncidado no oitavo dia de vida, pertencente ao povo de Israel, à tribo de Benjamim, verdadeiro hebreu; quanto à Lei, fariseu;

quanto ao zelo, perseguidor da igreja; quanto à justiça que há na Lei, irrepreensível. (Filipenses 3:4b,5 NVI)

Ele mesmo declarou que só perseguia os primeiros cristãos de nossa história porque era tão religioso que pensava estar prestando culto a Deus, pois não reconhecia Jesus como Messias; o cristianismo no início era como uma ceita de rebeldes para os judeus.

Não pasme com o que vou te dizer, mas aqui na cidade onde moro pessoas próximas a mim já vieram à óbito em cultos evangélicos.

E o que o crente que causou tal abominação pensou que estava fazendo? Expulsando um demônio…

““Ah, se um de vocês fechasse as portas do templo!

Assim ao menos não acenderiam o fogo do meu altar inutilmente.

Não tenho prazer em vocês”, diz o SENHOR dos Exércitos, “e não aceitarei as suas ofertas.” (Malaquias 1:10 NVI)

#8 PERIGO! Crentes fanáticos apegam-se com exagero ao ministério dos profetas do Antigo Testamento

profeta fez machado flutuarVocê pode ficar surpreso com isto que eu disse, mas é a pura verdade, e eu vou te mostrar na Bíblia o quanto é perigosa.

Eu tenho certeza que você já viu muitos crentes apegando-se ao ministério dos profetas do Antigo Testamento e trazendo a maneira de viver deles para a sua própria.

Precisamos tomar muito cuidado com isso! Veja abaixo o que aconteceu quando alguns discípulos de Jesus tentaram imitar um comportamento de um dos profetas:

E aconteceu que, completando-se os dias para a sua assunção, manifestou o firme propósito de ir a Jerusalém.

E mandou mensageiros diante da sua face; e, indo eles, entraram numa aldeia de samaritanos, para lhe prepararem pousada.

Mas não o receberam, porque o seu aspecto era como de quem ia a Jerusalém.

E os discípulos Tiago e João, vendo isso, disseram: Senhor, queres que digamos que desça fogo do céu e os consuma, como Elias também fez?

Voltando-se, porém, repreendeu-os e disse: Vós não sabeis de que espírito sois.

Porque o Filho do Homem não veio para destruir as almas dos homens, mas para salvá-las.

E foram para outra aldeia. (Lucas 9:51-56)

Entendeu agora? Imagina o que a ‘profetada’ não está fazendo de besteira por aí a fora?

Eu já vi umas situações bizarras, mas não vou escrever mais sobre isso para não deixar o estudo mais longo do que está.

Eu tenho certeza que você conhece pelo menos um caso bizarro sobre isso; sinta-se à vontade para compartilhar conosco nos comentários no final deste estudo sobre religiosidade.

A única religião verdadeira aceita para com Deus é esta

Se alguém se considera religioso, mas não refreia a sua língua, engana-se a si mesmo.

Sua religião não tem valor algum!

A religião que Deus, o nosso Pai, aceita como pura e imaculada é esta:

cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades e não se deixar corromper pelo mundo. (Tiago 1:26-27)

Quer continuar aprendendo? Clique aqui para cadastrar-se e receber em seu e-mail 21 características dos verdadeiros cristãos (a religiosidade, por exemplo, não é uma delas).

Deus nos abençoe e nos guarde de toda religiosidade!

Aprenda a desenvolver o hábito de estudar a Bíblia. Desfrute de uma verdadeira transformação em sua vida!

Gabriel Filgueiras

Meu objetivo é ajudar novos cristãos a amadurecerem no entendimento da Bíblia Sagrada, e os obreiros de Deus a capacitarem-se melhor para o ministério cristão. Sou casado com a Lidiane Filgueiras e somos membros da 3ª Igreja Batista de Rio das Ostras, RJ, pr. Jorge Cônsoli Lima e Débora. Sirvo ao Reino do Senhor Jesus como professor da Escola Bíblica Dominical desde Julho de 2008 e estou me dedicando a ajudar cristãos comprometidos através deste blog compartilhando estudos bíblicos, materiais e cursos cristãos para capacitação do ministério e edificação do corpo de Cristo.

Website: http://wp.me/P7fxRD-dd

4 Comentários

  1. Elza

    As vezes fico com muitas dúvidas sobre religião não sei se é real o que vejo acontecendo na igreja a qual congrego as vezes não acredito no que vejo tipo revelacao e sobre espírito santo como eles se manifestarm nas pessoas não sei se é real ou não pode me ajudar como funciona

    • A paz do Senhor Elza. Suas dúvidas só serão tiradas examinando tudo que acontece com a Bíblia Sagrada, principalmente examinando ensinamentos de Cristo e dos apóstolos, que estão no contexto que nossas igrejas vivem hoje em dia. Não vai adiantar ficarmos tentando entender com nossos próprios pensamentos, temos que examinar de acordo com a Palavra de Deus dada aos apóstolos e ensinada pelo Senhor.

      ‘Não tratem com desprezo as profecias, mas ponham à prova todas as coisas e fiquem com o que é bom. ‘ (1 Tessalonicenses 5:20-21 NVI)

      Veja a instrução de ordem durante o culto que o apóstolo Paulo dá para os irmãos que possuem dom de profecia ou revelação.

      ‘Tratando-se de profetas, falem dois ou três, e os outros julguem cuidadosamente o que foi dito. Se vier uma revelação a alguém que está sentado, cale-se o primeiro. Pois vocês todos podem profetizar, cada um por sua vez, de forma que todos sejam instruídos e encorajados. O espírito dos profetas está sujeito aos profetas. Pois Deus não é Deus de desordem, mas de paz. Como em todas as congregações dos santos, ‘ (1 Coríntios 14:29-33 NVI)

      Note que ele diz para falarem dois ou três irmãos em profecia e outros irmãos devem ficar atentos julgando cuidadosamente o que foi dito, para ver se é verdadeiro e conveniente ou não, mas infelizmente nossas igrejas não estão maduras o suficiente para fazer isso hoje em dia. As pessoas estão prezando mais por “experiências com Deus” e focando no emocional do que raciocinar no que é dito pelos tais.
      Quando ele diz que o espírito dos profetas está sujeito aos profetas está falando de ordem no culto novamente, um profetiza após o outro, não esse negócio de que a pessoa não conseguiu se controlar e teve que enviar uma mensagem de Deus e cortar outro que esteja falando ou atrapalhar o culto, ou sair atropelando as cadeiras pra alcançar alguém no culto e entregar essa mensagem, e por aí vai, são muitas situações.

      Por exemplo, vou te expor aqui uma coisa que era para ser feita de acordo com este ensinamento em nossos cultos, mas a grande maioria das igrejas ignora isso completamente, leia só abaixo.

      ‘Se, porém, alguém falar em língua, devem falar dois, no máximo três, e alguém deve interpretar. Se não houver intérprete, fique calado na igreja, falando consigo mesmo e com Deus. ‘ (1 Coríntios 14:27-28 NVI)

      O apóstolo está dizendo basicamente que quando for falar em outras línguas que falem dois ou três, um de cada vez, e DEVE HAVER INTÉRPRETE para que o que este fala edifique a quem ouve, mas se não houver quem possa interpretar o que se está dizendo em outras línguas aquele que fala nessas línguas deve falar só consigo e com Deus. Por acaso acontece isso em nossas igrejas hoje em dia? Não! O que nós vemos ao entrar no culto são várias pessoas gritando alto falando em outras línguas, com o entendimento cego, e até os pastores e pregadores mandam logo uma “radada de outras línguas” no microfone. Mas por que não acontece a ordem de falar em línguas no culto? Porque infelizmente muitos crentes não examinam a Palavra, priorizam “experiências com Deus”, como eu disse, e não raciocinam.
      Veja agora o que o apóstolo Paulo ensina sobre falar em línguas para a igreja toda ouvir (quando o pregador fala no microfone, por exemplo):

      ‘Assim, se toda a igreja se reunir e falar em línguas e alguns não instruídos ou descrentes entrarem, não dirão que vocês estão loucos? ‘ (1 Coríntios 14:23 NVI)

      Portanto irmã Elza, se você quer respostas para essas coisas eu te digo, goste de estudar a Bíblia, examine as Escrituras e deixe Deus te usar através da Palavra dele, pois tem muita gente gritando que é super crente, mas está é desviado da sã doutrina e não sabe.
      Não sei se você já exerce algum ministério na sua igreja, mas de qualquer forma vou deixar um link aqui para você conhecer um programa de estudo da Bíblia de Gênesis a Apocalipse, capítulo por capítulo, através de vídeo aulas. Se você se interessar pode clicar aqui para ver mais informações. É uma excelente ferramenta de estudo da Palavra e também bem interativa.
      Espero que tenha te ajudado, havendo mais dúvidas estou à disposição para tentar lhe ajudar.

  2. Pingback: Entenda como Jesus e Deus Pai são um só Deus | Bíblia se Ensina

  3. Pingback: Batizado com o Espírito Santo e não falar em línguas? Sim, é possível!

Deixe seu comentário